Connor Fitzgerald, de 19 anos, passou três meses na cadeia, por um suposto estupro. No entanto, o jovem é inocente e a Polícia não fica nada bem vista nesse caso, uma vez que eles poderiam ter apresentado as mensagens que provavam a inocência do rapaz, mas não o fez. Só três meses depois, e passado um enorme pesadelo, é que Connor viu provada sua inocência.

Afinal, sem essas mensagens, iria ser sempre sua palavra contra a de uma jovem que o acusava, em tribunal. [VIDEO] O caso complexo prova que, muitas vezes, a Justiça erra e, em outras vezes, é levada ao erro. Como aconteceu aqui, com este jovem, que viu seu mundo dar uma volta enorme, quando uma garota quis se vingar dele.

Connor foi preso no ano passado depois que uma queixa foi feita contra ele. Porém, as acusações só foram descartadas na semana passada, quando se descobriu que a denunciante, que tem direito ao anonimato, enviou mensagens, onde provava suas verdadeiras intenções e que estava mentindo.

"Eu não vou apenas estragar sua vida, eu vou arruiná-lo", dizia em uma das mensagens. Antes, a jovem contava como ele não queria nada com ela, depois de uma noite mais apaixonada. Por essa rejeição, ela estava preparada para "arruinar sua vida". E esteve perto de conseguir efeitos ainda mais nefastos na vida de Connor, na verdade.

O problema maior nesse caso, além da mentira da jovem, foi que a polícia [VIDEO] não divulgou evidências vitais aos advogados de defesa, como foram essas mensagens que facilmente derrubavam todas as acusações dela.

Afinal, a jovem só queria se vingar.

"Tem sido doloroso. Parecia que eu era culpado até ser provado que eu estava inocente. Minha vida foi arruinada. Estou com medo de sair da casa, porque todos pensam que eu sou um estuprador", contou Connor, ao jornal britânico The Sun.

Ele foi preso em Londres, na Inglaterra, na frente da mãe e irmã em novembro, quando policiais invadiram a casa da família. A ação foi o resultado de uma queixa que uma mulher havia feito cinco meses antes, em junho.

Ela alegou que Connor Fitzgerald a estuprou depois de uma noite em que beberam juntos. Após ser detido, ele não teve direito a fiança e ficou preso em uma cadeia em Banstead, Surrey. Sua salvação foi que seu irmão encontrou algumas das mensagens da suposta vítima em sua conta no iCloud e informou as autoridades.

Nas mensagens, ela até compartilhava que tinha gostado das relações íntimas que os dois haviam praticado, mas com consentimento, e não forçado, como ela o acusou. O jovem só agora regressou a tribunal e foi, finalmente, colocado em liberdade.

Entretanto, Connor diz que pensa processar a polícia, por ter ignorado as mensagens e as provas que o inocentavam. "Se meu irmão não tivesse encontrado as mensagens, eu teria terminado na prisão por 12 anos ou mais", disse ele.