Embora não haja comprovação científica [VIDEO] sobre os benefícios de ingerir sangue de menstruação, a autoproclamada bruxa Nadine Lee, 30 anos, natural de Brisbane (Austrália), atualmente morando em Bali (Indonésia), encoraja as mulheres a beber o próprio sangue menstrual para aumentar os níveis de energia.

Denominada “menstruação mágica”, a bizarra [VIDEO] técnica vem ganhando adeptos ao redor do mundo. Também chamada de espiritualidade menstrual, o ritual foi amplamente disseminado entra as pessoas do sexo feminino a partir da internet, de acordo com o jornal britânico Daily Mail. Veja a manchete.

Segundo Nadine, que antes de ingressar no mundo esotérico trabalhava numa empresa de publicidade, o interesse pela chamada magia veio a partir do momento em que ela começou a praticar meditação, tantra e yoga, logo após sofrer um acidente, que ela prefere não entrar em detalhes.

Para a jovem bruxa, a menstruação é a força vital da mulher, e o sêmen é a dos homens. "Beber seu sangue pode ser uma maneira para as mulheres limpar sua visão e energizar-se despertando os centros espirituais”, diz em entrevista ao Daily Mail.

Considerado repulsivo para a maioria das pessoas, ela acredita que os benefícios do hábito superam a aversão à prática."Trata-se de conectar-se aos ritmos dos nossos corpos naturais e usar isso para amplificar nossas vidas.

Os melhores vídeos do dia

Pode ser usado para alavancar nossos relacionamentos, carreiras e espiritualidade", enfatiza.

Estudiosa das antigas tradições xamânicas, a bela moça revela que, no período menstrual, evita sair de casa. Além disso, tem o costume de pintar quadros com o próprio sangue. O objetivo é se reconectar com o corpo.

Porém, ela também procura ganhar dinheiro com a inusitada descoberta. A australiana oferece aulas explicativas de como usar o sangue ou o esperma, pela internet. O curso é ministrado para pessoas com idades entre 25 e 35 anos, em média. 60% dos alunos são mulheres e 40% são homens.

“Ensino as mulheres a tomar consciência do que está acontecendo em seus próprios corpos e energia feminina. O sangue menstrual é uma força vital, assim como o sêmen é para os homens. Ele mantém nossa força vital. Ao descartá-lo, estamos desconsiderando nossa energia feminina.A única cura que funcionou para mim foi a espiritualidade, então minhas próprias práticas me levaram a ajudar outras pessoas com os mesmos problemas”, revela.

Infelizmente, Nadine Lee, que tem clientes em todo o mundo, não informa o valor que os estudantes pagam para aprender a beber sangue menstrual ou esperma.