Uma jovem mãe alegadamente matou sua filha de 25 dias, jogando-a em um lixo na sexta-feira (23). Segundo informações da Polícia, a mulher disse em depoimento que estava cansada demais de ouvir os choros da filha. A acusada de ter cometido o crime foi identificada como Neha, foi presa após ela ter registrado uma queixa na delegacia, alegando que a menina tinha sido sequestrada. O crime foi registrado na cidade de Nova Deli, na Índia. Conforme informações repassadas pela imprensa local, uma testemunha ocular disse ter visto a mulher atirar algo no lixo. [VIDEO]

No decorrer do depoimento, a mulher revelou o local onde o bebê foi despejado.

Diante dos fatos, policiais se deslocaram até o local informado pela mulher. De acordo com os policiais, a criança foi encontrada ainda com vida. Ela foi socorrida e levada às pressas para uma unidade médica na localidade. Porém, devido ao seu estado de saúde ser gravíssimo, ela foi transferida para outro hospital, mas devido à gravidade dos ferimentos, a menina acabou morrendo. Conforme relatos dos médicos que atenderam a menina, ela teve fraturas no crânio. [VIDEO]

"A mulher admitiu lançar o bebê em um lixo dizendo que o fez devido à raiva e à frustração em cuidar da garotinha", disse a polícia, conforme relatado pela Índia Hoje. Este não é o primeiro incidente em que uma criança foi vítima nos últimos tempos. No mês de agosto, uma menina de 7 anos, chamada Shreya aka Aishika Sarkar, morreu depois que sua mãe a jogou no chão duas vezes no terraço de um prédio de quatro andares em uma área residencial em Jaraganahalli, em JP Nagar, South Bengaluru.

A polícia suspeita que a mulher estava mentalmente instável. O marido de Swathi, Kanchan Sarkar, um analista de negócios sênior com uma empresa multinacional de TI em Bengaluru, disse à polícia que sua esposa estava com raiva e atacou a filha. A polícia de Puttenahalli registrou um caso de homicídio contra a mãe de Aishika. De acordo com a polícia, a mulher levou sua filha para o terraço de seu prédio e jogou-a. Ela então desceu, pegou sua filha sangrando, correu para o terraço e atirou-a novamente [VIDEO]. Quando alguns moradores a notaram com a criança e lhe perguntaram o que aconteceu, Swathi alegadamente gritou para eles dizendo que não era da sua conta.

Quando perceberam que a mãe estava tentando fugir da cena, eles a apanharam e a amarraram a um poste elétrico até que os policiais vieram e a levaram sob custódia para interrogatório. As investigações apontaram que dois anos atrás, Swathi trabalhava como professora em uma escola particular, e deixou o cargo para cuidar da filha desde então.