Uma mulher foi acusada de ter relações sexuais com os dois filhos adolescentes de sua melhor amiga, com idade entre 17 e 15 anos. A mulher foi identificada como Katie Burnell, de 34 anos, e acusada de atividade sexual ilegal. Um mandato de prisão foi emitido em seu nome na quinta-feira (7). Burnell foi presa na quinta-feira (8) em seu apartamento. Policiais disseram que a mãe dos adolescentes conhecia bem a mulher e confiava nela. [VIDEO]

As investigações apontaram que os meninos frequentavam regularmente o apartamento da professora e, como sua mãe confiava na mulher, não via maldade nos meninos irem à casa dela. De acordo com informações da estação de televisão afiliada à Rede ABC, WFTV News, o mandado de prisão contra a mulher foi expedido após a mãe dos meninos registrar uma queixa contra a suspeita.

O jovem de 17 anos disse à Polícia que ele teve relações sexuais [VIDEO] com a professora quatro vezes em setembro do ano passado.

De acordo com a polícia, os encontros amorosos da suspeita com a vítima de 15 anos aconteceram durante as férias de Natal. Segundo informações da imprensa local, em ambos os casos, Burnell supostamente atraiu os irmãos até sua casa, pedindo-lhes que esfregassem os ombros, e, em seguida, teve relações sexuais com os irmãos no sofá [VIDEO]. O incidente ocorreu no Orange Park, uma cidade no condado de Clay, na Flórida, e os vizinhos próximos à área disseram que ficaram enojados quando ouviram sobre o incidente. A mulher está na prisão do condado de Clay, onde está sendo mantida sob fiança de US$ 65 mil (cerca de R$ 206 mil).

Caso de abuso sobre menor de idade também ocorreu em Ohio

Em um incidente bastante similar, uma professora do ensino médio de Ohio, chamada Hilary Dattilo, foi presa por ter um relacionamento sexualmente inapropriado com um aluno.

Dattilo, que era professora e treinadora de voleibol na Hamilton High School antes, foi acusada no Tribunal Comum de Pleasort de Butler County. De acordo com Brian Robinson, sargento da polícia de Hamilton, o suposto incidente ocorreu nas instalações da escola. Falando sobre como os funcionários conheciam o suposto incidente, Robinson salientou os detalhes. "Uma mãe de um aluno no Hamilton High School estava preocupada com um possível relacionamento inadequado que um membro da equipe estava tendo com seu filho, então ela notificou os administradores da escola em Hamilton High School", disse o oficial.

Os crimes ocorreram entre 1 de outubro e 18 de dezembro de 2017. O relatório de janeiro também afirma que, a mulher teve que pagar uma fiança de US$ 5 mil (cerca de R$ 16 mil). Ela se declarou inocente de todas as acusações contra ela e foi agendada para comparecer no tribunal nesse mês de fevereiro.