O avião [VIDEO] que caiu ontem em Moscou, explodiu quando atingiu o solo, e não havia nenhum indício de fogo anteriormente a bordo, disseram especialistas russos nas prévias das investigação do incidente.

O dispositivo estava intacto no momento do acidente, essas informações foram acrescentadas ao relatório da agência onde trabalham mais de 100 profissionais e estão investigando o ocorrido.

Pouco antes desta descoberta foi relatado que as equipes de resgate encontraram as duas caixas pretas nas proximidades da tragédia.

A lista de vítimas publicada pelas autoridades incluem dois estrangeiros, um cidadão do Azerbaijão e um cidadão suíço, bem como seus três filhos, sendo o menor de cinco anos.

A maioria dos passageiros era originalmente da região de Orenburg, onde o governador da região decretou um dia de luto nesta segunda-feira.

É o primeiro acidente sofrido com modelo Antonov An-148 [VIDEO] durante um voo comercial e o que mais teve vítimas no mundo há menos de 1 ano.

Os especialistas acreditam que a tragédia foi causada por um erro humano, um problema técnico ou devido ao mau tempo. Moscou sofreu na semana passada a pior queda de neve do século.

O avião Saratov Airlines tinha oito anos e estava voando para a cidade de Orsk, perto da fronteira da Rússia com o Cazaquistão, quando caiu logo após a sua decolagem do aeroporto Domodedovo em Moscou.

Centenas de profissionais pesquisaram hoje, meticulosamente, vários hectares de neve onde se depararam com corpos e detritos do avião.

A área também foi coberta por caminhões, motos de neve e helicópteros.

Os restos mortais encontrados estão em um estado que dificilmente serão identificados, "um exame genético será necessário para identificar as vítimas", disse o ministro russo dos Transportes, Maxim Sokolov, e que essa investigação poderia durar de dois a três meses.

A empresa decidiu suspender "temporariamente" o uso deste modelo, que tem a capacidade de transportar até 85 passageiros e possui uma autonomia de 3.500 km.

Com sede em Saratov (Volga), a Saratov Airlines utiliza essencialmente aviões Antonov ou Yakovlev. Esta empresa, que não esteve envolvida em um acidente fatal desde o fim da antiga URSS em 1991, tem como destinos principalmente, cidades de províncias russas, bem como capitais caucasianas.

Putin cancela viagem

O presidente Vladimir Putin anulou uma viagem planejada a Sochi na segunda-feira no sul do país, onde ele deveria receber o presidente palestino, Mahmoud Abbas, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, citado pelas agências russas. A reunião será realizada em Moscou.

O último acidente fatal de um avião em território russo foi em dezembro de 2016 , quando uma aeronave militar Tu-154 caiu logo após a decolagem em Adler (sul), quando estava indo para a base aérea russa de Hmeimim, na Síria. As vítimas incluíram mais de 60 membros do Exército Vermelho.