2

De acordo com informações divulgadas pelo Mail Online, um jovem russo de 22 anos de idade, cuja identidade não foi revelada, acreditou que havia contratado um "assassino de aluguel" para matar seus pais e sua irmã [VIDEO] de apenas 10 anos, de modo que pudesse ter acesso imediato à herança da família rica. O plano até podia parecer que iria funcionar, mas o homem não contava com um "pequeno" detalhe: a polícia havia descoberto sua maligna pretensão e colocou em ação um plano muito bem elaborado para prendê-lo.

O caso se desenrolou em Sochi, uma das cidades da Rússia [VIDEO] que irão receber jogos da Copa do Mundo de futebol em 2018.

Contudo, antes de fazer o acordo com o "matador", o jovem já havia tentado se livrar dos pais em duas ocasiões diferentes, e fez pesquisas na internet para tentar cometer o assassinato sem deixar rastros.

Primeiramente, o homem quis colocar veneno em uma chaleira da qual seus parentes iriam se servir, mas o pai dele percebeu que havia algo errado com o líquido dentro do recipiente. Na segunda tentativa, o russo planejou quebrar um termômetro dentro do carro de seus progenitores, de modo que eles inalassem os vapores tóxicos, mas isso também não deu certo.

Após esses "fracassos", o jovem decidiu que iria contratar alguém para fazer o "serviço" – e desta vez acabou se dando mal de uma maneira épica.

Encenando o assassinato

Sabendo de antemão das pretensões do rapaz, a polícia russa avisou os pais dele – que, obviamente, ficaram devastados com as intenções do filho.

Mesmo assim, eles decidiram ajudar as autoridades e encenaram suas próprias mortes para que o seu herdeiro fosse preso.

Na farsa do assassinato encomendado, a mãe e o pai do homem se deitaram em diferentes cômodos da casa onde vivem, e os investigadores usaram sangue falso para simular que a dupla havia sido esfaqueada até a morte.

Fotos bem realísticas do massacre foram registradas (não foi divulgado pela mídia internacional se a menina de 10 anos também participou da encenação). Munido dessas "provas", o policial que estava interpretando o papel de matador marcou um encontro para contatar o jovem no interior de um carro.

Segundo o Mail Online, depois de ver as fotografias, o rapaz expressou "prazer" em ver os pais "mortos" e concordou em pagar uma quantia equivalente a mais de R$ 172 mil pela conclusão do que havia sido combinado. Entretanto, no instante em que o acerto financeiro seria concluído, os investigadores se revelaram e fizeram a prisão do criminoso.

Depois de detido, o homem confessou imediatamente tudo o que planejou, inclusive dizendo que já cultivava a ideia de matar os pais há vários meses – e tudo porque eles não estavam lhe dando dinheiro.

O julgamento do caso ainda acontecerá, e o jovem poderá ficar até 15 anos atrás das grades por ter planejado a morte de sua família.