Foi localizado e preso na madrugada deste sábado (24) o maior traficante de armas [VIDEO] de guerra enviadas para o Brasil. Frederik Barbieri, brasileiro, radicado nos Estados Unidos, foi encontrado e detido por agentes do Serviço de Imigração e Alfândegas dos EUA (ICE, na sigla em inglês), em sua residência em Miami, na Flórida, região Sul dos Estados Unidos.

Na operação, também ainda foram interceptados mais 40 fuzis que seriam destinados Brasil. A apreensão foi por consequência de uma interceptação telefônica autorizada pela Justiça, onde a polícia conseguiu identificar o seu despachante e, no dia posterior, localizar os 40 fuzis.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Frederik Barbieri vinha sendo investigado [VIDEO] pela polícia brasileira desde 2009, quando foi encontrada parte do arsenal no Morro do Alemão, que, segundo as investigações, seriam de sua procedência.

Mesmo não existindo restrições ao comércio de armas nos Estados Unidos, Barbieri, por não ser um comerciante legalizado no país, foi detido por contrabando.

Segundo o delegado titular da Desarme, Fabrício Oliveira, a prisão do traficante, elimina o envio de armas de guerra dos Estados Unidos para o Brasil.

Barbieri já era procurado pela Justiça Brasileira desde 2015

Em 2015, o traficante foi acusado pelo Ministério Público Federal da Bahia de ser o autor do envio, sem autorizações legais, de munições de fuzis dos EUA para o Brasil. Mas, por ser naturalizado americano, não houve extradição.

Foi só no ano passado que Frederik Barbieri tornou-se procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal, a Interpol (International Criminal Police Organization), quando foram interceptados mais 60 fuzis no Aeroporto do Galeão, no Rio.

A carga estava em um contêiner, camuflada em aquecedores de piscina, e continha 45 fuzis AK-45, 14 fuzis AR-10 e 1 fuzil G-3. A encomenda seria entregue a traficantes de drogas, segundo a polícia, na Rocinha e São Gonçalo.

A carga apreendida de 60 fuzis foi avaliada em R$ 4,2 milhões, e essa foi a maior apreensão de armas nos últimos 10 anos no país, o que levou aos investigadores a considerar Frederik Barbieri, também conhecido como "Senhor das Armas" [VIDEO], como o maior traficante de armas enviadas para o Brasil.

Por ter sido preso nos Estados Unidos, mas também ser procurado pela Justiça brasileira, e sua nacionalidade ser atualmente norte-americana, sua extradição para o Brasil se torna algo muito complexo.