Pouco se sabe sobre a Coreia do Norte [VIDEO] e o que acontece dentro do país asiático, um dos poucos no Mundo que ainda vivem sob forte ditadura. Como todo mundo sabe, o mandatário norte-coreano, Kim Jong-un, quer controlar tudo e não quer que ninguém saiba como é na verdade o seu país. Transmissões ao vivo de eventos na localidade, por exemplo, são proibidas. Assim como turistas não podem fotografar certas coisas quando visitam os territórios. São raros os registros desse país. No entanto, um jornalista canadense decidiu arriscar-se e mostrou um trecho de uma parada militar, que acontece anualmente por lá, mas até então, era considerada secreta.

As imagens podem dar uma luz para a comunidade internacional [VIDEO]analisar qual é o poderio do ditador.

Nas imagens puderam ser vistos grandes tanques, militares marchando de maneira muito correta e alinhada, e alguns mísseis que podem ser considerados bem poderosos. Veículos internacionais já destacam que especialistas de diversos países estão vendo e analisando detalhadamente o vídeo para fazer um relatório sobre as armas da Coreia do Norte. Todos querem saber se os discursos de Kim Jong-un são apenas ameaças, ou se ele realmente tem uma grande força para enfrentar potências militares como Rússia e Estados Unidos.

Sem qualquer autorização, o canadense Michael Spavor transmitiu as imagens para as suas redes sociais, direto da praça em Pyongyang, onde as celebrações são realizadas.

Geralmente, a festividade acontece no dia 15 de abril, mas foi passada para o dia 8 de fevereiro. Muitos dizem que foi proposital, ainda mais que as Olimpíadas de Inverno começam nesta sexta-feira, 9 de fevereiro, na vizinha, Coreia do Sul, que é praticamente inimiga mortal do ditador Kim Jong-un.

As primeiras informações dão conta sobre uma série de mísseis no evento. Alguns deles, bem modernos, com longos alcances. Já outros, como foi comentado pela mídia sul-coreana, são apenas de curto e médio alcances. Mesmo assim, parte da imprensa acredita que a parada foi reduzida este ano, já que durou apenas 1h30, contando com um programa reduzido. Por conta disso, acredita-se que Kim Jong-un não mostrou todas as armas que possui. Alguns dizem até que ele já esperava que o evento fosse transmitido.

Kim Jong-un está sendo muito criticado por ter feito a parada um dia antes das Olimpíadas de Inverno. Ainda mais quando as delegações das Coreias do Norte e Sul irão competir lado a lado na competição, como uma única nação.