O primeiro acidente grave aéreo com a queda de um avião [VIDEO] ocorrido em 2018 aconteceu nesta manhã de domingo (11) na Rússia. A aeronave caiu alguns minutos após a decolagem do avião da empresa Saratov Airlines, do Aeroporto de Domodedovoe, Moscou.

O avião envolvido é do modelo Antonov AN-148, que levava 71 pessoas, sendo 65 passageiros e seis tripulantes. Não houve sobreviventes. Várias testemunhas viram o avião cair em chamas perto da cidade de Argunovo, a Sudeste da capital.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Uma fonte do serviço de emergência russo disse que a fuselagem da aeronave "está toda espalhada por uma distância de 1 quilômetro". Isso foi relatado a um oficial russo do Ministério das Situações de Emergência.

A neve que cai constantemente nesta região e principalmente neste domingo em Mosco impediram que os veículos se aproximassem do lugar onde o avião caiu. Então, os socorristas tiveram que ir até o local a pé, de acordo com a mídia russa.

As imagens transmitidas pela imprensa mostram os restos do avião, com as cores alaranjadas da empresa Saratov Airlines, espalhados pela neve. "No momento em que os socorristas chegaram ao local haviam muitos corpos dilacerados pela área" , segundo relatos da equipe de salvamento.

Este é o primeiro acidente que ocorre com este modelo de avião , fabricado pela união de duas empresas, a Antonov, empresa ucraniana, e a Voronezh Aircraft, uma empresa russa, uma sociedade que foi quebrada no ano passado pelas notáveis ​​desavenças políticas entre os dois países.

Também seria o primeiro acidente de Saratov, uma das muitas companhias aéreas privadas nascidas no processo de privatização do setor aéreo ex-soviético, no início dos anos 1990. A Rússia e a Ucrânia não têm um histórico muito bom quando o assunto é aeronave de grande porte.

Uma série de acidentes frequentes envolvendo aeronaves feitas nestes dois países questionaram sua qualidade e segurança, criando uma má reputação. Em torno disso se descobriu na verdade que os principais motivos seriam a falta de manutenção, falta de peças sobressalentes e falta de procedimentos requeridos para a construção do próprio aparelho.

Apenas algumas aeronaves construídas recentemente alcançaram um sucesso relativo, embora comercialmente estejam bem longe de se comparar com as grandes fabricantes ocidentais, até empresas de menor porte especializadas na construção de aeronaves regionais, como o ATR franco-italiano, a Bombardier canadense ou a brasileira Embraer .

Precisamente o avião que caiu nesse domingo corresponde ao dos últimos modelos do mercado de voos de curto e médio alcance. O avião em questão é o Antonov 148, uma evolução de um modelo mais antigo, o Antonov 74. Suas principais modificações foram no design mais moderno e nos seus motores sob as asas, que antes era no topo dos aviões.

Mas, infelizmente, todas essas mudanças e cuidados na fabricação não foram suficientes para evitar a tragédia.