Com mais de 3 milhões de visualizações em apenas três dias de exibição, o vídeo de um monge chinês Shaolin tem impressionado internautas de todo o planeta. A inusitada apresentação foi divulgada por um popular canal do Youtube (The Super Slow Show Season 1), cujas câmeras profissionais captam detalhes em câmera lenta.

Na ocasião, a dupla de youtubers desafiou a equipe de Monges Shaolin a fazer uma demonstração poucas vezes observada na vida real, na segunda-feira (26). A tarefa? Atravessar uma pequena parede de vidro com a agulha e furar o balão atrás do objeto. Vale lembrar que a peça foi jogada com a mão.

Vestidos com as características túnicas laranjas, os chineses, mestres da milenar arte do Kung Fu, Bruce, Feng Fei e Lil se apresentaram para o evento.

Conforme Bruce, o método é chamado de ‘agulha pelo vidro’. Além de pertencer a uma das 72 artes Shaolin, é considerado um dos feitos mais difíceis de ser alcançado.

O monge conta que eles levam cerca de dez anos de treinamento intenso para atingir a técnica. “O mestre Feng Fei vai concentrar a energia na mão segurando uma agulha. ele vai lançar a agulha como um dardo e vai atravessar o vidro. Pra mostrar que atravessa mesmo, vai estourar o balão”, explica.

Na sequência, a dupla de youtubers comenta que o equipamento usado para filmar o bizarro episódio [VIDEO] é uma câmera ultramoderna, capaz de gravar mais de 25 mil quadros por segundo, a Phantom v2511.

Antes do ato, Feng Fei reproduz o método ensinado no mosteiro para concentrar o Chi. “Ele está levando a energia para o diafragma, para a fonte.

isso requer muitos anos de prática. Qualquer um consegue, mas ele absorve a energia verdadeira”, destaca o monge Bruce.

Após curto período de concentração ele atravessa a agulha no vidro e estoura o balão posicionado atrás do objeto. No decorrer do vídeo, as imagens captadas mostram em detalhes a agulha penetrando o vidro em câmera lenta.

Para provar a veracidade do ato, o monge repete a cena, dessa vez sem balão. O objetivo é expor a agulha atravessando o vidro para mostrar que ela atingiu o objeto. Confira abaixo. E, a menos que você seja treinado por um monge chinês, não faça isso em casa.

O máximo que você pode conseguir é alguns estilhaços de vidro nos olhos. Portanto, aprecie, mas não copei. Como diz um antigo provérbio chinês perdido na poeira do tempo: “Atirar pedras é fácil, o difícil é ser a vidraça”.

A dica foi dada. A partir de agora é por sua conta e risco...