Uma jovem promoveu um caos em uma cidade depois de dizer às pessoas, por meio de rede social, que ela oferecia sexo gratuitamente a quem aparecesse em um hotel. Segundo informações, cerca de 3 mil pessoas se reuniram na frente do hotel, onde ela disse que estava hospedada. A mulher, identificada como Miss Ye, de 19 anos, foi presa pela Polícia local por suspeita de propaganda sobre prostituição, de acordo com uma declaração policial. O incidente relatado aconteceu em Haitang Bay, Sanya, na ilha de Hainan, no sul da China, de acordo com o site de notícias chinês Ifeng.com.

A polícia começou a investigar o caso assim que foi informada do incidente.

Aparentemente, Ye fez a postagem na quarta-feira (01), por volta das 20h, relatando que ia ter relações sexuais com homens de forma gratuita. O post, que foi excluído, dizia: "Quem está vindo me buscar, faço sex* de graça". Então, ela deixou um número de quarto, 6316, na postagem. De acordo com a imprensa local, a mulher disse que tinha chegado em Sanya num passeio turístico popular na China, no dia 26 de fevereiro, a partir de Xangai, leste da China.

A mulher se registrou no hotel por volta das 15h e ficou no quarto 6316, de acordo com o site. Depois que ela enviou o post, ela foi obrigada a pagar seu quarto às 22h, quando milhares de pessoas estavam querendo entrar no hotel para se encontrar com a jovem. O hotel também recebeu chamadas telefônicas pedindo os detalhes sobre a garota. A jovem, com medo, respondeu no seu post e disse que estava apenas brincando e pediu aos usuários da web que parassem de procurá-la no hotel.

Os vídeos surgiram online quando alguns homens se filmaram indo para o hotel e procurando o quarto da garota. [VIDEO]

Outros usuários publicaram fotos da porta do quarto onde a mulher estava hospedada no WeChat, um aplicativo chinês de mensagens instantâneas, e disseram que estavam fazendo filas do lado de fora do hotel. A polícia supostamente prendeu a jovem no aeroporto internacional de Sanya Phoenix por suspeita de propaganda sobre a prostituição. De acordo com um comunicado emitido durante uma conferência de imprensa na sexta-feira (2), a jovem pediu aos funcionários do hotel que a acompanhassem de seu quarto e a colocassem em um táxi.

Veja o vídeo

Na declaração oficial, também foi dito que Ye admitiu à polícia que publicou intencionalmente a mensagem online para atrair seguidores. Sua conta na rede social Weibo foi deletada. A mulher recebeu uma detenção de 15 dias e uma multa de 57 libras (cerca de R$ 255,00), de acordo com o direito penal da República Popular da China.

Leia também

Vizinhos flagram pai e filha mantendo relações sexuais no quintal de casa; veja

Marido leva esposa e 'Ricardão' para motel e, na hora de pagar a conta, fugiu [VIDEO]