2

De acordo com informações divulgadas pelo Mail Online nesta segunda-feira (5), um refugiado sírio que havia conseguido asilo na Alemanha assassinou [VIDEO] a sua esposa a facadas, e não bastasse o terrível ato em si, ele transmitiu um vídeo ao vivo pelo Facebook momentos após ter cometido o crime, no qual afirmou que todas as mulheres que trazem "irritação" aos seus maridos deveriam ter o mesmo destino.

O incidente aconteceu na tarde da última sexta-feira (2) em uma cidade chamada Mühlacker – município situado a 512 km de distância de Berlim –, e envolveu um indivíduo que, na filmagem postada on-line, afirmou se chamar Abu Marwan, de 41 anos de idade.

Enquanto o homem falava para a câmera, era possível ver uma criança pequena ao fundo do cenário – possivelmente, um dos três filhos (uma menina e dois garotos) que vivam com o casal na Alemanha.

Na metragem, Marwan aparece salpicado de sangue, mostra que uma de suas mãos está cortada e diz ter esfaqueado sua esposa – a qual possuía 37 anos, e que também era nascida na Síria – quatro ou cinco vezes no pescoço.

Os cônjuges estavam vivendo separados, e tentando justificar sua ação, o criminoso alegou que atacou a mulher depois que tentou se aproximar dela para resolver questões entre os dois que pudessem reunir a família, mas como a ex-companheira o repeliu quando ele tentou visitá-la, o esfaqueamento acabou acontecendo.

Ameaça às mulheres

Conforme revelou o site Al Arabia, Abu Marwan fez uma ameaça chocante no vídeo divulgado através do Facebook, e afirmou que o assassinato da esposa era uma mensagem para todas as mulheres que irritam os seus maridos, dizendo: "É assim que vocês vão terminar".

Marwan ainda pediu que a filmagem fosse compartilhada pelos internautas, e tentou se evadir a pé da cena do crime levando um dos meninos.

O promotor sênior do caso, Bernhard Ebinger, afirmou publicamente que por volta das 16h:30min de sexta-feira (no horário local, 12h:30min no horário de Brasília), a própria filha do casal ligou para a polícia [VIDEO] reportando que o pai havia atacado a mãe. Depois de dado o alarme, um grande contingente de oficiais saiu às ruas de Mühlacker, e os agentes conseguiram frustrar a fuga do homem em pouco tempo.

De acordo com um jornal local voltado para a questão dos refugiados sírios que vivem em solo alemão, Marwan costumava telefonar frequentemente para a esposa solicitando dinheiro.

O criminoso está sendo mantido sob custódia, e as crianças foram entregues aos cuidados de um serviço governamental de proteção infantil.