Stephen William Hawking [VIDEO] nascido em Oxford, 8 de janeiro de 1942. Em 1959 entrou para a University College Oxford, onde pretendia estudar matemática, porem seu pai pediu que estudasse medicina, que não estava disponível naquela universidade então optou por estudar física, formando-se três anos depois. Obteve doutorado na Trinity Hall em Cambridge em 1966, era um membro honorário, passou a ser pesquisador e mais tarde veio a ser professor em Gonville and Caius College.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Hawking era portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (Ela) uma rara doença degenerativa que paralisa os músculos do sem corpo sem atingir as funções cerebrais, a doença foi detectada aos 21 anos.

Apesar de sua doença, Hawking [VIDEO]nos ajudou a compreender a vastidão do Universo, abordando temas como a natureza da gravidade e a origem do universo.

Sua morte foi comunicada a impressa inglesa na manhã desta quarta feira no horário da Inglaterra. "Estamos profundamente tristes pela morte do nosso pai hoje. Era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado viverão por muitos anos." Disseram seus filhos Lucy, Robert e Tim, porem não anunciaram a causa da morte do pai.

“Olhe para as estrelas e não nos seus pés” - Professor Stephen Hawking 1942-2018 (Cambridge University)

Famosos lamentam sua morte

A primeira-ministra britânica, Theresa May, lamentou a morte de Hawking, a quem ela descreveu como "uma mente brilhante e extraordinária". Ela disse ainda que "seu legado não será esquecido".

A equipe da Nasa também deixou uma mensagem para o cientista em seu perfil no Twitter. “Lembrando Stephen Hawking, um renomado físico e embaixador da ciência. Suas teorias desbloquearam um universo de possibilidades que nós e o mundo estamos explorando. Pode continuar voando como Superman em microgravidade, como você disse aos astronautas no 'Space Station', em 2014”.

A Universidade de Cambridge, onde ele realizou boa parte de suas contribuições, enfatizou que o cientista era uma "inspiração para milhões" de pessoas e deixou o mundo um legado que não poderá ser apagado. Em um comunicado, Stephen Toope, vice-reitor da instituição, afirmou que Hawking era um "indivíduo único", que será lembrado não só pela universidade, mas em todo o mundo.

O primeiro astronauta britânico a estar em uma estação espacial internacional, Tim Peake, também se manifestou pelo Twitter. “Ele inspirou as gerações a olhar além do nosso planeta azul e expandir a nossa compreensão do universo. Sua personalidade e gentileza farão falta. Meus pensamentos estão com a família dele”, escreveu.