Nos Estados Unidos, os pais estão muito preocupados com os tiroteios nas escolas que estão constantemente nos noticiários e procuram uma forma de garantir a segurança dos filhos. Era para todos estarem tranquilos, afinal, as crianças e jovens estão em um ambiente de aprendizado. Mas não é isso que acontece. Estão correndo risco de vida, pois de repente pode aparecer alguém atirando em todos que encontra pela frente. Um norte americano resolveu tomar uma atitude radical e vem causando grande polêmica. [VIDEO]

Joshua Mcdonald tem uma filha de 8 anos de idade e comprou um revólver calibre 22 para que ela possa ir para a escola armada e se defenda em caso de tiroteio.

Ela estuda em Tilton, New Hampshire, e, segundo o pai, a menina precisa ter uma arma para se proteger.

O pai informou que não basta [VIDEO]dar um revólver a filha, é importante ela saber utilizar a arma, por isso a menina está praticando tiros todo fim de semana. Joshua contou que a filha já está conseguindo manusear o revólver com grande desenvoltura e de forma bastante segura. O homem explicou ainda que em New Hampshire foi aprovada uma lei que autoriza o porte de arma, bastando apenas ter uma simples permissão e que sua filha terá um revólver na bolsa, já que ela precisa ter como se defender, caso seja necessário.

E a polêmica chegou às redes sociais, após o sujeito postar algumas fotos da filha segurando o revólver. Kayla, mãe da menina, é totalmente a favor da filha ficar armada na sala de aula e está dando todo apoio ao marido.

"Com ataques a tiros se tornando tão comuns nos últimos anos, queremos que ela esteja preparada para se defender da melhor forma possível com uma arma de fogo", afirmam os pais da garotinha. Apesar de ter comprado um revólver para a filha, o homem é contra a venda de fuzil AR-15, o modelo mais utilizado por criminosos nos massacres que têm acontecido nas escolas norte americanas.

O pai está sendo criticado nas redes sociais, mas ele garante que a filha demonstrou gosto por armas muito cedo, tendo começado com pistolas de ar comprimido. Quando ela cresceu um pouquinho, ele resolveu comprar para ela um revólver calibre 22 justamente por ter um 'coice' bem suave. Ele até irá levar a filha para caçar, uma tradição da família há muitos anos.

Joshua ainda disse que não faz sentido deixar as crianças assustadas na escola, sem saber quando serão atacadas, e que os pais devem ter orgulho em saber que seu filho pode ser aquele que irá salvar a todos na escola, caso alguém queira fazer um massacre.