No domingo (04), o indiano Himanshu Bharadwaj, 24 anos, sofreu um grave acidente de moto no distrito de Chhindwara, situado no estado de Madhya Pradesh (Índia). Ao ser encaminhado ao hospital local, ele teve de ser transferido a outra unidade médica para receber tratamento adequado. Gravemente machucado, o homem foi levado ao município de Nagpur.

Apesar das técnicas de ressuscitação, médicos o declaram como morto [VIDEO] na segunda-feira (5). Himanshu teve morte cerebral. Não tinha pulso ou sinais de batimentos cardíacos. Ele deixara de respirar.

Contudo, o que parecia mais uma corriqueira tragédia no hospital habituado a atender casos de urgência/emergência, se transformou em polêmica após o paciente ser declarado morto.

Ao ser transferido, novamente, para o hospital da região do acidente, em Chhindwara, onde a autópsia seria feita, algo bizarro [VIDEO] aconteceu: o suposto morto literalmente voltou a respirar. As informações são do portal indiano Hindustan Times.

Em declaração à imprensa, um dos médicos envolvidos no caso, Dr. Dubey, contou que o corpo do indiano começou a se mexer instantes antes da necrópsia. Ao notar os sinais vitais, ele retirou Himanshu do necrotério e novamente o colocou em tratamento.

Embora alguns jornais tenham reportado a permanência da morte encefálica do paciente - apesar de ele voltar a respirar - Dr. Dubey disse ao Hindustan Times que o rapaz recuperou a consciência, além dos sinais vitais. Também confidenciou o retorno do jovem ao centro médico de Nagpur, onde havia sido diagnosticado sem vida.

Todavia, ao portal Infotrust, outro médico relacionado com o caso, Dr. Gedam, do Hospital Distrital de Chhindwara, salientou que a respiração do acidentado era disfuncional e que não havia pulso. Por isso eles diagnosticaram o óbito.

Entretanto, o quadro clínico mudou na manhã de segunda-feira. “Às vezes, em pacientes [com lesões cerebrais], o coração e o sistema respiratório param de funcionar transitoriamente, o que parece ser o caso aqui. Himanshu ainda [está com morte cerebral]. Assim, nós o devolvemos a Nagpur por falta de instalações suficientes”, explica Dr. Gedam.

Devido ao transtorno causado pelo tratamento e pelo errôneo diagnóstico do óbito do sujeito, familiares estão processando os profissionais por negligência médica.

A seguir, confira imagens reais de Himanshu Bharadwaj, o homem que, assim como Lázaro, ‘voltou dos mortos’.