Nascido em 8 de janeiro de 1942, 300 anos após o falecimento de Galileu Galilei, Stephen Hawking se tornou um ilustre teórico de cosmologia. Grande estudioso, embora não acreditasse em uma força divina maior, detinha grande conhecimento sobre a imensidão universal e buscava constantemente explicações plausíveis para os segredos do Universo. Entretanto, a vida de Hawking não foi apenas feita de teorias, mas também de descobertas que mudaram completamente a forma de com ele viveria. Aos 21 anos, Hawking descobriu ser portador de uma rara e incurável doença que poderia matá-lo, por isso foi desenganado pelos médicos.

A doença degenerativa de Hawking chamava-se Esclerose Lateral Amiotrófica. Essa doença atinge os músculos do corpo sem atingir as funções cerebrais, fato esse que possibilitou o físico a dar continuidade aos seu estudos sobre cosmologia. Hawking venceu a morte durante décadas. Além desta rara doença, o físico sofreu de pneumonia em 1985, fase de sua vida em que passou por uma traqueostomia, procedimento médico em que é feito um orifício na região da traqueia do paciente para que ele possa respirar.

Stephen então passou a se comunicar através de gestos e posteriormente sintetizador de voz.b

Stephen Hawking era um homem admirável

Além de ter vencido por muito tempo uma doença degenerativa e uma grave pneumonia, Hawking não se deixava abater pelas desventuras por ele vividas. Por esse motivo, foi e sempre será exemplo de grande admiração e perseverança para os futuros físicos, cosmólogos e todos mais.

Por despertar grandes interesses com sua inteligência, bom humor e história de vida, Hawking se tornou muito mais do que um cosmólogo, foi também ator e assim participou de séries, programas, propagandas e levou suas teorias ao mundo, alertando sobre os perigos que cercam a terra e os humanos.

Hawking lançou muitos livros durante sua carreira, entre os mais conhecidos estão: Uma breve história do tempo (1988), Buracos negros, universos bebes e outros ensaios (1993) e O universo numa casca de Noz (2001).

Foi também conquistador de várias medalhas, entre elas: a medalha de Albert Einstein e o título de Companheiro de Honra da Rainha Elizabeth II.

Stephen então partiu aos 76 anos, em 14 de março de 2018, por complicações na saúde ocasionadas pela esclerose, data essa que coincide impressionantemente com o dia do nascimento de Albert Einstein e com a data de comemoração do pi (3,14).

Deixemos nossos sinceros agradecimentos a esse ilustre teórico e aprendamos com seus ensinamentos e teorias sobre os segredos universais.

Não perca a nossa página no Facebook!