Apesar de relatado há séculos, o fenômeno dos objetos voadores não identificados (ovnis/UFOs [VIDEO]) segue sem explicação. Algumas pessoas acreditam que sejam naves extraterrestres, outras duvidam. Para elas, são manifestações da natureza ou até mesmo aeronaves secretas desenvolvidas por diferentes nações.

Independente da opinião, todos os dias indivíduos testemunham esses objetos em diferentes países. Dessa vez o argentino Diego Pastrana, cinegrafista profissional, que reside em Rosario de Lerma, fotografou uma singular estrutura de cor prata e formato esférico, enquanto contemplava e fotografava a paisagem selvagem de uma região chamada Quebrada del Toro.

Em entrevista ao tradicional jornal argentino El Tribuno, em 10 de abril, Pastrana confidencia que o evento aconteceu no sábado, 31 de março, ao meio dia e meia. Conta que pilotava a motocicleta pela área, quando decidiu fotografar as nuvens e a natureza daquela região. Para isso, ele usou seu aparelho celular Iphone 6.

Admite não ter observado o ovni [VIDEO] a olho nu. Porém, destaca ter ficado intrigado com o surgimento de um estranho brilho no céu, semelhante a um flash de máquina fotográfica.

“Eu tirei fotos e algo brilhou no céu em um instante, e quando tentei ver o que era, nada de estranho apareceu nas alturas, mas tive a dúvida, o flash que aparentemente eu não havia fotografado", explica ao El Tribuno.

Curioso com o estranho brilho captado a poucos metros do viaduto El Toro, Pastrana conferiu a foto ao chegar em casa.

Os melhores vídeos do dia

Para surpresa dele, notou a existência de uma nave sólida, registrada em uma única imagem.

"Foi aquele brilho intenso por um momento que eu não sabia de onde vinha, mas estava imortalizado naquela foto, e quando você aumenta o zoom, você pode ver claramente a forma”, comenta o argentino.

Questionado sobre a possibilidade do alegado UFO ser um drone ou uma aeronave desconhecida, ele é enfático ao acentuar a inexistência de pessoas na área. Pastrana está convicto de que teve um breve encontro com uma suposta nave de origem extraplanetária.

“Pensava que era um [drone], ou outro veículo aéreo não tripulado, mas a sua forma e altura, duvido que é este tipo de dispositivo. Além disso não [havia pessoas] na área, duvido que tenha sido algo mecânico controlado por alguém", finaliza.

Estruturas alienígenas ou não, uma coisa é fato: nossos céus são frequentados por naves misteriosas, cujos objetivos são desconhecidos pela maioria das pessoas e governos.