Calma. Se você está lendo este artigo hoje, suposta data do fim do mundo (18 de abril), fique tranquilo, sempre há “um amanhã”. Porém, o vídeo publicado no Youtube dia 11, chama atenção de mais de 11 milhões de internautas em todo o planeta.

Na perspectiva do narrador, um fenômeno de proporção global, como invasão extraterrestre ou eventos similares está marcado para esta quarta-feira. A inspiração para o filme veio após a imprensa divulgar uma estranha mensagem de voz codificada, enviada a alguns celulares em março passado.

Na ocasião, o usuário do Twitter @strayedaway escreveu ter recebido mensagens de voz criptografadas de um número desconhecido. Confuso com o recado, ele divulgou a sequência de palavras e números. Depois, pediu ajuda de outras pessoas para desvendar o mistério.

Em pouco tempo internautas começaram a apresentar suas versões para o chamado. Segundo eles, a transmissão fora efetuada por meio de código similar ao alfabeto fonético da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Embora as mensagens não sejam objetivas, elas dizem o seguinte: "SOS perigo SOS é terrível para você evacuar, tenha cuidado, eles não são humanos".

Já as sequências numéricas, no entanto, foram interpretadas como sendo as supostas coordenadas do avião desaparecido MH370 da Malásia Airlines, contendo a data de 18 de abril de 2018.

Ainda que nenhum recado explícito sobre o fim do mundo tenha sido pronunciado, esses avisos foram suficientes para alarmar os mais sensíveis e empolgar os entusiastas do armagedon.

Rapidamente eles deduziram que o recado foi enviado a partir da caixa preta do avião MH370, desaparecido desde 2014.

Falhas técnicas

Apesar da animação dos que anseiam pelo fim da humanidade, céticos apontam algumas falhas no recado. A principal diz respeito a caixa preta do avião. Segundo eles a bateria do objeto dura 30 dias sem energia. Portanto, é impossível que após 4 anos ela continue ativa.

Outro ponto observado foi a suposta criptografia da OTAN.

De acordo com pesquisadores o órgão militar não usa o acrônimo SOS em caso de perigo, mas sim o sinal May Day.

Talvez as mensagens foram elaboradas por algum brincalhão entediado. Contudo, o autor do vídeo certamente está faturando um bom dinheiro com a repercussão do filme.

Afinal, no contexto atual, com as divergências entre EUA e Rússia na guerra da Síria, a possibilidade de um apocalipse iminente não parece tão improvável assim.

Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!