A Polícia está conduzindo uma investigação depois que uma mulher atirou e matou a suposta amante do marido antes de virar a arma contra si mesma e cometer suicídio. A atiradora foi identificada como Jennair Gerardot, de 47 anos, que invadiu a casa de Meredith Chapman, de 33 anos, moradora da cidade de Radnor Township, no estado da Pensilvânia (EUA), na tarde de segunda-feira (23), e ficou no local esperando até a noite até que vítima chegasse em casa.

A polícia local relatou que o crime foi calculado e planejado.

Segundo informações dos policiais, a acusada atirou contra a vítima, matando-a antes de se suicidar. Os investigadores encontraram os dois corpos na parte de trás da casa, disse a polícia em uma entrevista coletiva.

Enquanto as autoridades ainda estão montando o quebra-cabeça, acredita-se que Jennair suspeitava que Meredith estava tendo um caso com seu marido, Mark Gerardot. Ele realmente apareceu na cena do crime, dizendo à polícia que sua esposa poderia estar na casa.

Acredita-se que ele estava na área para encontrar com a amante para um jantar e ficou surpreso quando ela não apareceu, de acordo com o site The Inquirer.

O superintendente da polícia de Radnor Township, William Colarulo, descreveu o caso como aberto, citando mensagens de texto indicando a culpa de Jennair.

De acordo com Colarulo, havia vários e-mails e mensagens de texto indicando que Jennair planejava matar a amante do marido. As primeiras investigações da polícia apontaram a esposa traída viajou de trem para a casa da amante disfarçada usado uma peruca. Meredith foi vice-presidente assistente da Villanova University e, sem sucesso, concorreu ao Senado em 2016.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Outro caso semelhante

As suspeitas de um caso extraconjugal levou um homem de 38 anos a matar a própria esposa no distrito de Karimnagar, em Telangana. Na Índia, o suspeito identificado como Jayanth Kumar, de 38 anos, foi casado com Shailaja, de 35 anos, nos últimos oito anos e teve dois filhos. Segundo relatos, nos últimos meses, Kumar começou a suspeitar que a esposa estava tendo um caso fora do casamento.

O crime ocorreu no dia 16 de fevereiro. "O casal foi aconselhado há algumas semanas. Mas ontem, Kumar foi a um campo agrícola na aldeia de Pedda Papaiah Palli, onde Shailaja estava trabalhando, e a atacou com uma arma afiada", disse um policial na época.

Após cometer o crime o homem fugiu do local tomando rumo ignorado. A polícia registrou um caso como assassinato, de acordo com o Código Penal indiano.

Leia também

Mãe é presa por permitir que filha fosse violentada sexualmente por ex-vereador

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo