Anúncio
Anúncio

Um homem foi acusado de espancar o filho autista até a morte e, em seguida, ter se livrado do corpo. Ele admitiu o crimes diante das autoridades na semana passada, segundo a Polícia.

Em uma declaração juramentada, Joseph Ray Daniels, de 29 anos, admitiu ter repetidamente agredido o filho, Joseph Daniels, de 5 anos, no corpo, na parte superior do tronco, na cabeça e no rosto com o punho fechado até que o menino estivesse morto, de acordo com o site norte-americano Newsweek.

Não ficou claro se Daniels admitiu a acusação de transportar o corpo do filho no porta-malas do carro e descartá-lo em uma área rural.

Anúncio

Joe, apelido do menino, foi dado como desaparecido por seus pais em 4 de abril.

Nesse dia, Daniels disse para a polícia que tinha ido ao quarto do filho às 5h30 e não o encontrou. Ele afirmou que Joe, que tinha autismo, não estava em nenhum lugar na casa e acrescentou que a criança poderia ter destrancado a porta da frente e saído. A busca por Joe foi complicada pelo fato da vítima ser autista.

Depois de uma busca de três dias e subsequente incapacidade de localizá-lo, Jason Locke, vice-diretor do Departamento de Investigações do Tennessee, anunciou no sábado (7) que prenderam o pai depois que confessou ter assassinado o filho.

"Durante o curso da investigação, foi determinado que o pai da criança, Joseph Daniels, intencionalmente matou o filho em sua residência e depois escondeu seu corpo", disse Locke.

A polícia também prendeu a mãe da vítima, Krystal Daniels, de 27 anos, que estava presente em casa quando o incidente ocorreu, segundo os registros do tribunal. De acordo com o telejornal ABC News, ela tentou destruir evidências cruciais ligadas ao abuso e ao homicídio.

Krystal está sendo acusada de negligência e ameaça à criança.

Anúncio

Os pais de Joe podem responder pelo crime em liberdade desde que paguem uma fiança de US$ 1 milhão (R$ 3,4 milhões). Uma audiência para o pai do garoto está marcada para sexta-feira (13), e no dia 16 de abril para a mãe do garoto. Enquanto isso, a busca pelo corpo da criança ainda está em andamento.

No domingo (8), centenas de pessoas se reuniram na Igreja Batista da Amizade, no condado de Dickson, para um culto pela morte de Joe. Os fiéis ficaram 5 minutos em silêncio durante a celebração em prol da vítima.

"Baby Joe teve muito amor. Ele não teve a chance de saber disso quando esteve aqui na Terra", divulgou a igreja em um post no Facebook na noite de domingo. "O céu é um pouco mais doce com o nosso anjo lá em cima cantando."