Nos últimos anos surgiram inúmeras suposições afirmando que o Pentágono possui projetos ultrassecretos responsáveis em investigar relatos de avistamentos de Ovnis, entre outros incidentes aeroespaciais. Um dos casos mais famosos, está relacionado ao incidente de Rendlesham. Acredita-se, que o governo dos Estados Unidos pode apresentar informações concretas sobre o acidente ocorrido na cidade de Suffolk no Reino Unido, no início da década de 1980.

O caso ficou famoso como “Roswell do Reino Unido”. Nos últimos anos, o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP, sigla em inglês) vem investigando esse caso, explica Nick Pope, pesquisador responsável pela investigação do estranho fenômeno.

Após a divulgação do acidente, dois militares da Força Aérea dos EUA, que estavam de serviço nas bases de Bentwaters e Woodbridge foram designados para comparecer ao local.

O relatório [VIDEO] aponta que, após chegar à região do acidente, os militares se depararam com um objeto acidentado e repleto de símbolos estranhos. Segundo informações, dois dias antes, o objeto já havia sido rastreado pelo radar e desapareceu sem deixar vestígios.

Porém, acabou voltando dois dias depois e emitiu um faixe de luz em direção a base norte-americana de Woodbridge, na Inglaterra. Um relatório posterior realizado pela setor de inteligência do Ministério da Defesa do Reino Unido (MOD) concluiu que os observadores do evento foram expostos a radiação Fani (Fenômeno Aéreo Não Identificado) e todos foram mantidos em observação por longos períodos.

Os pesquisadores estimam que tal radiação pode ser fonte de uma energia exótica da nave, ou faz parte do sistema de propulsão. O ex-oficial força aérea britânica Luis Elizondo, que recentemente comandou as operações [VIDEO] da AATIP, explica que a tecnologia encontrada nos Ovnis é capaz de criar uma bolha espaço-tempo. Sendo assim, essas espaçonaves podem se deslocar em velocidades incríveis pelo universo.

O governo dos Estados Unidos afirma que os projetos do AATIP foram fechados em 2012. Por outro lado, Elizondo revelou que os programas voltados as ameaças aeroespaciais foram cancelados apenas em outubro de 2017. O ex-militar afirma que renunciou a sua patente por ser obrigado a se manter em silêncio e porque membros opositores pediam a sua renúncia.

Um dos casos ufológicos mais famosos do mundo está longe de um final com respostas. Entretanto, o investigador Nick Pope lançou um livro sobre o incidente da Floresta de Rendlesham. Ele foi escrito baseado em relatos dos ex-militares que supostamente estiveram presentes no local do acidente.