Um verdadeiro conhecedor e amante de arte [VIDEO] sabe que obra de qualquer artista renomado pode chegar a valer milhões, seja em reais, euros ou dólares. O quadro "Buste de Mousquetaire" (‘’Busto de Mosqueteiro’’), do pintor espanhol Pablo Picasso, vale 2 milhões de francos suíços, o que equivale a 1,7 milhão de euros ou 7,1 milhões de reais.

Imagine que oportunidade única e tentadora seria poder adquirir uma obra como esta por apenas 45 euros- o equivalente a 189 reais? Com um precinho atrativo desses, a obra, datada do ano de 1968, acaba de encontrar seu mais novo proprietário.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Ou melhor, seus mais novos proprietários. Vinte e cinco mil novos proprietários na realidade.

Pode ser que eles não possam pendurar a obra na sala de casa, mas, ainda assim, agora são proprietários de um Picasso legítimo.

Isso só foi possível graças à iniciativa de uma plataforma de compras coletivas suíço, o Qoqa. Os novos donos puderam contemplar sua aquisição pela primeira vez nessa sexta-feira (27).

Em geral, o Qoqa disponibiliza coisas bem mais simples para os internautas que têm o costume de fazer economia através de sites de compras coletivas, como furadeiras, malas de viagem e pacotes turísticos. Porém, o site resolveu honrar seu slogan - ''Fazemos qualquer coisa, mas fazemos por você'' - e foi o primeiro da categoria a disponibilizar uma obra de arte famosa para compra a um preço tão atrativo.

Pascal Meyer, o fundador do Qoqa, explica que a ideia surgiu do desejo de fazer algo grande, que fizesse com que o mundo falasse a respeito da empresa. Mas havia ainda outra intenção na venda do quadro de 1,7 milhão de euros: democratizar a arte, que, para ele, ainda ocupa um lugar ''fechado e obscuro'' para a maioria das pessoas.

A tela mede 58 x 28,5 cm. Em três dias, 25 mil internautas adquiriram o total de 40 mil lotes que a Qoqa disponibilizou em sua plataforma, cada um no valor de 50 francos suíços - o equivalente a 42 euros. Meyer conta que quando a ideia foi lançada, muita gente considerou a empreitada simplesmente impossível.

Quando o nome de Picasso foi mencionado, Meyer brinca que as pessoas começaram a falar em uma empreitada ''duplamente impossível''. Para ele, o desafio foi bastante divertido.

O Qoqa contratou um time de especialistas para averiguar a autenticidade da tela e assegurar que seu preço fosse avaliado de forma correta. Meyer não quis revelar quanto sua plataforma precisou pagar para obter a obra de um proprietário europeu não identificado.

Mas qual será o destino da tela?

Não poderia haver nada mais poético: o quadro, que retrata um mosqueteiro, agora terá seu destino decidido conforme o lema dos mosqueteiros: “Um por todos, e todos por um”. Os novos proprietários da tela formaram uma grande comunidade unida por um objetivo comum.

Agora, os 25 mil membros dessa comunidade é que devem decidir quando e onde a tela deverá ser exposta.

O Mamco (Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Genebra) será o primeiro a exibir a obra. A tela foi colocada em exposição nessa sexta. O diretor do museu, Lionel Bovier, conta que ficou seduzido pela iniciativa do Qoqa. O Mamco tem fama de realizar mostras de arte elitistas.

Para Bovier, a exposição da obra adquirida através do site de compras coletiva pode ajudar o museu [VIDEO] a ser associado com algo mais democrático, de forma que suas portas pareçam um pouquinho mais abertas a todos os visitantes.