O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta terça (8) que vai abandonar o acordo nuclear com o Irã, e vai retornar as sanções contra o país. Essa decisão do presidente norte-americano foi sem dúvida tomada com plena contundência do que está fazendo. E ainda afirmou que o Irã e o principal patrocinador do terrorismo no mundo.

Hasan Rouhani o presidente iraniano comentou o caso. “Vamos continuar com o acordo se nossos interesses forem garantidos, e vamos tomar decisões mais tarde", comentou.

Publicidade
Publicidade

"Temos que ter paciência e ver como os outros países vão reagir a isso tudo. O EUA nunca cumpriu com seus compromissos, nós não fizemos nada de errado, é inaceitável o EUA sair dessa forma ilegal, e ainda enfraquece os acordos internacionais", finalizou.

Poderia acarretar em uma corrida armamentista

O presidente norte-americano comentou igualmente o caso. “O acordo era para proteger o EUA e seus aliados, mas permitiu que o Irã continuasse enriquecendo com urãnio, e assim, num futuro próximo, o Irã conseguiria armas nucleares e outros países do Oriente Médio poderiam seguir seu exemplo e também buscariam fabricar suas armas nucleares", destacou.

Publicidade

Novas exigência de Donald Trump

Desde janeiro o presidente norte americano vem pedindo novas alterações no tratado:

  • Pede para o Irã que a IAEA faça uma inspeção imediatamente nos locais determinados, a procura de qualquer irregularidade.
  • O Irã deve se comprometer em não fabricar e nem possuir a capacidade de fabricação de uma bomba ou arma nuclear, ficar longe por um tempo indeterminado do tempo de fabricação de armas nucleares.
  • Limitar dispositivos e atividades nucleares por tempo indeterminado, caso seja violada as regras, sofrerão com a aplicação de sanções.
  • Caso seja descoberta a fabricação de mísseis de longo alcance e armas nucleares, ou qualquer programa deste tipo de planejamento, será aplicada sanções severas sobre o Irã.

Os iranianos responderam dizendo que seu programa nuclear é totalmente pacifico, mas se o tratado for totalmente quebrado eles podem começar a enriquecer urãnio em poucos dias, e sair do tratado de Não-Proliferação Nuclear.

A União Europeia falou que não vamos levará para esse lado, e que o tratado está funcionando bem e é necessária a preservação. Os europeus disseram ainda que vão permanecer no tratado mesmo sem os americanos, porém os diplomatas ficam preocupados com as empresas, porque eles não sabem se decidiram abandonar o Irã com medo das sanções norte-americana ou congelarão seus investimentos, assim criando uma mal estar com os iranianos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo