O jovem paquistanês Abdul Baqi, de 22 anos de idade, foi vítima de um ato criminoso cometido dentro de sua casa, por ninguém mais ninguém menos que seu própria pai [VIDEO]e seus quatro irmãos. Tamanha foi a violência com que abordaram e trataram o jovem, que a ação culminou com a retirada do dois globos oculares do mesmo e diversos hematomas pelo corpo.

De acordo com informações passadas pelo tabloide internacional, 'The Sun', as agressões contra Abdul Baqi teriam sido motivadas pelo desejo que o mesmo expressara de se casar com uma mulher por quem estava apaixonado.

Homem é torturado pelos familiares após revelar desejo de se casar com mulher escolhida por ele

Segundo foi publicado no 'The Sun', Abdul Baqi teve seus dois olhos arrancados com o auxílio de uma colher.

O crime teria sido motivado pelo fato do mesmo anunciar entre seus familiares que se casaria com uma mulher de sua escolha, pela qual o mesmo se encontrava apaixonado.

De acordo com informações, o jovem paquistanês foi amarrado e mutilado pelo próprio pai e pelos quatro irmãos, após pedir encarecidamente que os mesmos o acompanhassem até a residência de sua namorada, na vila de Nasirabad, Paquistão, para que, em Família, ele formalizasse o pedido junto aos familiares da "futura esposa".

Jovem paquistanês é punido por desejar se casar com mulher por quem estava apaixonado

Indo contra as tradições de sua cultura, Abdul Baqi foi cruelmente torturado por seu pai, Dost Muhammmad, de 70 anos de idade e pelos irmãos, Abdul Ghani, Abdul Sattar, Abdul Rehman e Abdul Karim, que ajudaram o patriarca no espancamento do irmão, que na opinião dos mesmos envergonhava a família por querer se relacionar com uma mulher de sua escolha e não com a escolhida pelos familiares, como dita a cultura paquistanesa.

Jovem relata momentos de terror enquanto era agredido pelo pai e os quatro irmãos

Em entrevista a mídia local, Abdul Baqi relatou os momentos de terror que passou ao ser brutalmente abordado e torturado pelo pai e os irmãos.

Segundo o paquistanês, que se encontra internado no Centro Médico de Pós-Graduação de Jinnah, ele foi surpreendido pelos homens de sua casa, por pedir encarecidamente que os mesmos aprovassem seu casamento com uma mulher que ele amava.

De acordo com Baqi: "Eu vi meu olho esquerdo pendurado e tudo piorou quando implorei para que eles me deixassem sair dali, e arrancaram meu outro olho. Assim que eles terminaram de me agredir, disseram que agora eu seria um exemplo para todos os homens do lugar onde moramos."