Quase todos os seres humanos reconhecem a lealdade e têm grande apresso por seus Animais domésticos. Algumas pessoas chegam a revelar um amor incondicional por seus bichinhos de estimação, chegando a tratá-los como seres humanos, e sendo capazes de fazer coisas surpreendentes para defendê-los.

Esse foi o caso de uma mulher que chocou muitas pessoas [VIDEO] quando acabou tomando uma atitude extrema contra seu próprio companheiro de vida após descobrir que o homem batia em seu animal de estimação de uma maneira muito cruel.

Tragédia familiar em decorrência de agressão

Mary Harrison, atualmente com 47 anos de idade, moradora de Dallas, nos Estados Unidos, confessou à polícia que atirou e matou seu próprio marido porque ele estava espancando o gato da família.

Os vizinhos disseram que ficaram completamente chocados ao ficar sabendo que Mary teria sido acusada de ser a executora no assassinato de seu marido [VIDEO], Dexter Harrison, de 49 anos, na manhã do último sábado (02).

“Um homem levou um tiro em cima de um gato? É meio louco”, disse o vizinho Carl Phillips à rede de imprensa americana ‘KTVT’. "É inacreditável. Um homem perde a vida por um gato. Quer dizer, as pessoas amam seus animais de estimação, mas não é tão sério assim… morrer por um gato”, desabafou o homem.

Polícia explica como ocorreu o crime

Durante patrulhamento de rotina, a polícia de Dallas foi requisitada para a casa dos Harrison em resposta a uma denúncia de tiroteio que teria ocorrido no local. Quando os policiais chegaram, Mary Harrison imediatamente relatou que havia atirado em seu marido "durante uma discussão, enquanto ele estava batendo no gato da família", revelaram os policiais.

O marido de Mary foi levado ao hospital onde foi de pronto declarado morto. A polícia disse ainda que foi ela concordou em ser entrevistada por detetives de homicídios na sede da polícia de Dallas, nos Estados Unidos. A polícia declarou em nota que durante a entrevista, ela admitiu ter cometido o crime em momento de fúria e confessou ter atirado na vítima com a arma da família.

A KTVT informou que o gato de Harrison havia desaparecido recentemente. Ela havia postado diversos anúncios em suas redes sociais durante a busca pelo gato desaparecido da família. O gato acabou retornando sozinho após algum tempo.

Agora Mary Harrison permanece detida na cadeia do condado de Dallas enquanto não paga a fiança arbitrada em US$ 100 mil dólares, cerca de R$ 360 mil.