A mitologia da Grécia Antiga é capaz de encantar até os dias atuais uma infinidade de pessoas, mas ainda nos tempos antigos exerceu esse tipo de fascínio, tanto é que os conquistadores romanos incorporaram ou mesclaram a sua cultura as epopeias e viagem dos gregos.

A nova descoberta arqueológica em Pompeia

A notícia mais recente sobre achados arqueológicos envolvendo a mitologia greco-romana vem do parque de Pompéia, na Itália, uma vez que estudiosos do assunto revelaram um afresco totalmente desconhecido até agora.

Trata-se de uma explícita "cena de sensualidade" como eles mesmos descreveram, onde a princesa grega Leda está sendo seduzida por um cisne.

O interessante é que o animal na realidade é o maioral dos deuses do Olimpo, Zeus, o qual sempre que era do seu interesse, se metamorfoseava em alguns animais ou elementos da natureza.

Na realidade, esse tipo de cena mitológica é algo bastante comum de ser localizado, nas casas antigas de Pompeia, cujas ruínas ficam situadas próximas a Nápoles.

Pompeia foi engolida pelas cinzas provenientes do vulcão Vesúvio no ano de 79 da era comum, mas essa tragédia natural foi incapaz de destruir irremediavelmente a pintura do belo mural, o qual retrata Leda, nua, tendo ao colo o cisne com quem, de acordo com as tradições da mitologia greco-romana, iria gerar os gêmeos Helena (a mesma que protagonizou a guerra de Troia) e Pólux.

O detalhe extraordinário do afresco revelado é o fato da seduzida Leda encarar o espectador, como se interagisse com o mesmo através da troca de olhares.

Massimo Osanna, que é o diretor-geral do parque de Pompeia, postou no Instagram que as escavações no transcurso deste ano puderam revelar significativos achados, tais como vários esqueletos humanos e restos de um cavalo.

Algumas inscrições também descobertas recentemente apontam que o Vesúvio próximo ao Mar Mediterrâneo entrou em erupção dois meses após do que os pesquisadores acreditavam.

Fato é que Pompeia é um dos principais sítios arqueológicos em nível mundial, tendo se tornado uma das maiores atrações turísticas da Itália.

Um pouco mais sobre a mitologia greco-romana

A junção das religiões e tradições grega e romana deu origem a mitologia greco-romana, que justamente por isso possuem semelhantes aspectos.

É nesse complexo mundo onde o real se mistura com o imaginário, que as entidades mitológicas e lendárias ganham vida, surgindo os deuses.

O poeta e historiador grego Homero narrou diversas vezes os relatos sobre os deuses na literatura, que em várias ocasiões se manifestavam como humanos mortais, mas com poderes ocultos geralmente ligados à natureza, daí conseguirem mover mares, lançar raios, tempestades, e muito mais.

A mitologia entre gregos e o império romano se tornou única, sendo a única diferença os nomes dos deuses, que possuem nomes gregos na religião grega e nomes latinos na religião romana, como, por exemplo, o deu Zeus para os gregos, equivalendo ao deus Júpiter para os romanos.

Como visto acima, a mitologia greco-romana é estudada até hoje, sendo a base para vários segmentos de pesquisa, como a matemática, filosofia, astronomia, arquitetura, artes, etc.

Siga a página Literatura
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!