Aconteceu na noite de quarta-feira, dia 7 de novembro, um terrível tiroteio que acabou deixando inúmeras pessoas feridas. Até o momento estima-se que foram 13 mortas, e, dentre esses indivíduos, estaria um policial. O local da chacina foi um bar dos Estados Unidos, que se chama Borderline Bar & Grill, no Estado da Califórnia, cidade de Thousand Oaks.

Haviam muitas pessoas na região, todas aproveitando uma noite normal, quando ao menos 30 tiros foram ouvidos, segundo informaram testemunhas.

Outras fontes afirmam que o homem usou uma arma semi-automática no ataque.

A ABC News relatou que pessoas entrevistadas que estavam no local disseram que o atirador jogou bombas de fumaça um pouco antes de disparar os tiros. O horário do acontecimento foi por volta das 23h20, no horário local.

Informações dadas por autoridades dizem que diversas ambulâncias foram acionadas e os bombeiros anunciaram em uma rede social para que as pessoas ficassem distantes da localidade. Garo Kuredjian, chefe da Polícia, relatou que acredita que o sujeito tenha sido "apagado" pelos agentes no interior do bar.

O incidente

Thousand Oaks é uma área bem tranquila, possui 130 mil habitantes, fica cerca de 1h de Los Angeles. Os oficiais dizem ser uma das cidades mais seguras do país, por isso são realizados muitos eventos para os estudantes se divertirem.

Andy Fox, o prefeito, informou a CNN que os policiais agiram rapidamente e que soube do incidente minutos depois. Disse ainda que acontecimentos do tipo podem ocorrer em qualquer lugar do mundo, mesmo que a região seja relativamente sempre tranquila.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Ainda não se sabe o número de pessoas que perderam suas vidas com o episódio, à exceção do atirador.

Uma testemunha, Holden Harrah, relatou que estava se divertindo com uns amigos, algo que está acostumado a fazer com frequência nessa área, e nunca imaginou que algo assim poderia acontecer. Ressaltou que já frequenta a região há cerca de 6 meses, e confirmou ser um local tranquilo para se distrair.

Disse também, com tristeza no olhar, que na hora do ocorrido um suspeito entrou pela porta da frente e logo já disparou em uma menina que estava perto do balcão.

Um repórter, Jeremy Childs, deixou sua versão e contou que, assim que chegou ao local, minutos depois do incidente, viu inúmeros veículos de policiais e também paramédicos. Encontrou com pessoas desesperadas e chorando. Alguns estariam presentes na hora da chacina, enquanto outros apenas estavam tristes pelo que havia acabado de acontecer.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo