Anúncio
Anúncio

A Ásia voltou a sofrer na noite deste sábado (22), com o pesadelo das ondas gigantes provocadas por terremotos, os chamados tsunamis, quando um deles atingiu as ilhas de Sumatra e Java, na Indonésia, matando [VIDEO] 222 pessoas e deixando 843 feridos.

Ainda não há informações de quantos estrangeiros estão entre as vítimas [VIDEO], uma vez que a região é bastante turística. Esse número tende a aumentar no decorrer do dia, uma vez que as autoridades ainda não receberam informações de todas as áreas afetadas pelas ondas gigantes. O Itamaraty monitora a situação, mas ainda não existe a informação sobre brasileiros na região.

Equipes de resgate vêm trabalhando freneticamente na busca por sobreviventes. Estradas estão bloqueadas, o que dificulta ainda mais a chegada das equipes de socorro. O governo pediu para que as pessoas evitem as áreas litorâneas por conta da maré alta.

Ao menos duas dessas ondas gigantes devastaram boa parte das regiões de Serang, Pandeglang e South Lampung. Sobreviventes relataram que a segunda foi maior que a primeira. Diversas casas, hotéis e embarcações ficaram seriamente danificados. Pandeglang, que é uma região turística, é onde até o momento se concentram o maior número de vítimas, com 33 mortes e 491 feridos.

Um show do grupo "Seventeen" estava acontecendo na praia de Tanjung Lesung quando ocorreu o tsunami, que arrastou toda a estrutura do palco, ocasionando a morte de parte dos espectadores e de alguns integrantes do grupo.

Riefian "Ifan" Fajarsyah, vocalista da banda, postou uma mensagem nas redes sociais onde confirma a morte do baixista da banda e de seu produtor, além de informar que outros integrantes ainda estão desaparecidos.

Sem tempo para alerta

Diferente de outras ocasiões, os fenômenos deste final de semana não foram desencadeados por conta de tremores de terra, o que faria com quem as autoridades tivessem tempo para emitir um sinal de alerta, e sim por deslizamentos subaquáticos causados por erupções do vulcão Krakatoa.

De acordo com especialistas, uma erupção do vulcão Krakatoa provocou um deslizamento de terra no Estreito de Sunda, que divide as ilhas de Java e Sumatra, provocando a formação das ondas. Por conta da continuidade da atividade do vulcão, a Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB) , alertou para o risco de novas ondas gigantes atingirem o país.

Em 2004, mais de 200 mil pessoas morreram após uma série de tsunamis que atingiu 14 países, dentre eles a Indonésia.