A norte-americana Cecil Eledge, de 61 anos, moradora do estado de Nebraska, nos Estados Unidos, recentemente se tornou mãe e avó simultaneamente. O fato ocorreu no último sábado, dia 30 de março.

Isso aconteceu uma vez que Eledge decidiu servir como barriga de aluguel para ajudar o seu filho a realizar o sonho de ser pai. Homossexual, o filho de Cecil desejava ter um filho biológico e, assim, pediu à mãe que o ajudasse nessa tarefa. O bebê em questão foi produzido a partir do espermatozóide de Matthew, de 32 anos, e de um óvulo doado por sua cunhada, de 29 anos, irmã de seu namorado Elliott.

Processo de fertilização durou dois anos

Já faz dois anos desde que todo o processo em questão teve início. Cecil aceitou ajudar o seu filho Mathew e o seu genro Eliott a terem um bebê por meio da fertilização artificial. Entretanto, devido a complicações pertinentes ao próprio processo, tudo acabou sendo um pouco demorado, de maneira que Mathew conseguiu a sua tão sonhada família apenas no final do mês de março de 2019.

Além de demorado, o processo em questão foi bastante custoso. Ao todo, estima-se que Mathew e Elliot tenham gasto cerca de 35 mil euros para conseguir um embrião, que daria origem ao bebê carregado por Cecil Eledge.

Embora a idade de Cecil pudesse ser um fator prejudicial para o processo, visto que a mulher tem 61 anos e complicações poderiam se decorrer desse fato, a equipe médica do Hospital Metodista para Mulheres, localizado em Omaha, cidade na qual Mathew e Eliott residem, assegurou que Cecil tinha perfeitas condições de carregar o bebê e de levar a gravidez até o final sem maiores surpresas desagradáveis.

Para concluir o processo, foram feitos testes no Hospital Metodista para Mulheres que permitiram verificar as condições de Saúde de Cecil Eledge e, assim, dar prosseguimento ao processo de fertilização da mulher sexagenária.

O bebê nasceu na última semana. A respeito do parto, Cecil foi alertada que existiam alguns riscos em optar pelo parto normal.

Ela, porém, considerou que essa era a sua melhor opção, dada a rapidez de recuperação. E tudo acabou bem e sem complicações.

O caso de Cecil Eledge não é o único registrado no mundo no qual uma sexagenária serve de barriga de aluguel para ajudar um filho. É possível também apontar Anastassia Ontou, uma grega de 67 anos de idade, que atuou como barriga de aluguel para a própria filha.

Este caso aconteceu no ano de 2016.

Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!