O presidente russo, Vladimir Putin, recebeu nesta quinta-feira (25) o líder norte-coreano, Kim Jong-un. A cúpula inédita entre os dois líderes ocorre em uma universidade da cidade de Vladivostok, no extremo oriente da Rússia. Nessa primeira reunião, as duas nações abordarão os assuntos a respeito da desnuclearização da península coreana, acordos bilaterais e a cooperação na região.

O trem blindado de Kim chegou à cidade de Vladivostok na quarta-feira (24).

O convidado foi recebido na estação ferroviária em tapetes vermelhos e em uma orquestra de honra. Posteriormente, Kim chegou à Universidade Federal do Extremo Oriente em uma limusine, às 14h10 (1h10 no horário de Brasília), sendo recebido por Putin em seguida. O presidente russo, então, apresentou Kim aos oficiais russos que apertaram sua mão.

A última vez que houve um encontro entre as duas nações foi em 2011, quando o pai de Kim, Kim Jong-Il, encontrou-se com o presidente russo da época, Dmitri Medvedev, em Ulan-Ude, no leste da Sibéria.

O objetivo central da agenda consiste em encontrar uma solução pacífica para a questão nuclear na península coreana, assim como os esforços de distinção entre as duas coreias. Assuntos políticos, econômicos, culturais e humanitários fazem parte da pauta em relação aos acordos bilaterais, assim como sobre a cooperação para garantir a segurança e estabilidade na região asiática.

Segundo informações do Kremlin, Putin disse que agradece os esforços de Kim para garantir a paz na península e afirmou estar confiante de que a cúpula fortalecerá ainda mais os laços entre os países.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mundo

Já o líder norte-coreano ressaltou a importância do encontro para as relações bilaterais e disse que a península coreana preocupa o Mundo, mas acredita que a cúpula será importante para discutir a situação.

O conselheiro do Kremlin, Yuri Ushakov, havia informado anteriormente que as negociações dos dois líderes começariam com uma reunião privada. Em seguida, haveria uma reunião mais reduzida e, depois, outro encontro de formato mais amplo com a participação das delegações dos dois países.

De acordo ainda com o Kremlin, os dois líderes não esperam fazer declarações ou assinar acordos no final da cúpula.

Kim Jong-un e Donald Trump

A primeira viagem de Kim à Rússia acontece cerca de dois meses depois de sua segunda cúpula com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O encontro aconteceu em Hanói, no Vietnã, no final de fevereiro, e foi considerado um fracasso.

Trump e Kim se encontraram em junho de 2018 --o primeiro encontro entre um presidente dos Estados Unidos e o líder da Coreia do Norte-- em uma cúpula histórica em que ambos os líderes sinalizaram o desejo de melhorar as relações.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo