Um fato curioso despertou a atenção de milhares de pessoas nos últimos dias. O caso em questão ocorreu com um morador de Indiana, localizado nos Estados Unidos. Charles Calvin ficou surpreso após se aderir no programa de auxílio emergencial dos EUA e deparar que em sua conta havia U$ 8.2 milhões (cerca de R$ 43 milhões) que estavam depositados. As informações foram concedidas pelo jornal New York Post. O valor correto do benefício, na verdade, seria de US$ 1.700 (R$ 9 mil reais). O erro pôde vir à tona após o norte-americano ir até um terminal de atendimento para sacar apenas 200 dólares, decidindo verificar quanto estava em seu saldo da conta.

De acordo com as palavras de Charles, ele colocou e retirou o cartão diversas vezes, visando verificar se aquilo era realmente real.

Mesmo com a novidade, o sonho de se tornar uma pessoa milionária não durou muito tempo para o trabalhador. Na outra semana, o dinheiro ao qual foi depositado em sua conta bancária não estava mais disponível. Charles, então, decidiu ligar para o banco na segunda-feira (20), sendo informado que aqueles milhões não estavam mais em sua conta, estando disponível apenas o dinheiro do auxílio emergencial, no valor de US$ 1.700.

Desabafando, o estadunidense disse que a situação foi um pouco chata pois, em pouco tempo, deixou de ser um milionário para voltar a ser uma pessoa falida.

EUA começa a pagar auxílio comercial para cidadãos

Nesta quarta-feira (15) milhões de americanos puderam receber as transferências do pacote de estímulo fiscal aprovado pelo congresso estadunidense que visa reduzir os impactos da pandemia do novo coronavírus.

O auxílio contemplado pela população norte americana chega no valor de US$ 1.200 (R$ 6.28 mil) por pessoa, cuja renda é menor que US$ 75 mil (R$ 392 mil) ao ano.

Será concedido US$ 2.400 (R$ 12,56) para casais, mais US$ 500 (R$ 2,6 mil) para cada filho menor de 17 aos que os cônjuges tiverem.

As transferência para a medida que foi aprovada pelo congresso teve a autorização do presidente Donald Trump durante o fim do mês de março.

Pacote trilionário

No total, foram injetados mais de US$ 2 trilhões (R$ 10,5 trilhões de reais), sendo o maior pacote da história, incluindo, dentre as ações, a ampliação para seguro-desemprego, subsídios para empresas, pagamentos diretos e, também, crédito para as médias e pequenas empresas.

A maioria dos cidadãos estadunidenses irão receber o auxílio emergencial diretamente em suas contas bancárias. A fazenda também realizará o envio de cheques para aqueles que residem nos Estados Unidos.

Segundo as informações passadas pela Universidade Johns Hopkings, os EUA, no momento, confirmaram 632.878 casos de coronavírus, tendo o total de 27 mil mortos.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!