O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, deu uma declaração bastante polêmica após realizar um pronunciamento em canais televisivos no país em decorrência das pessoas que descumprirem as novas ordens de isolamento pela covid-19.

"Minha ordem para a polícia e também para os militares sobre as pessoas que descumprirem as ordens foi, se houver algum problema, se houve ocasião em que eles revidem e em que suas vidas estejam em perigo, atire neles para matar. Entendido? Para matar. Ao invés de causar problema, irei enterrá-lo'', disse Duterte.

O argumento polêmico do presidente está repercutindo em grandes jornais do mundo.

Apesar de ser um presidente bastante polêmico em suas decisões, muitos internautas estão questionando a ação autoritária de Rodrigo Duterte. Pelas redes sociais, alguns internautas informaram que essa não é uma maneira de conscientizar a população local sobre os riscos da covíd-19. Por outro lado, alguns internautas concordam com a medida dura do presidente, pois essa é uma forma de coibir as pessoas a não descumprirem as ordens impostas pelo atual governo.

O país registra cerca de 96 mortes e 2.311 casos confirmados do novo coronavírus.

Brasil

No estado do Rio de Janeiro, uma questão autoritária também foi imposta pelo atual governador do estado, Wilson Witzel, onde ele afirmou que as pessoas que descumprirem as ordens, poderão ser penalizados com multas ou até mesmo prisões.

Em uma de suas últimas entrevistas, o atual governador informou que deu autoridade para os policias militares do estado para realizar prisões das pessoas que frequentarem praia, lagos, rios ou cachoeiras publicas. A medida autoritária imposta pelo governo é fazer com que as pessoas não fiquem aglomeradas e que respeitem o momento de quarentena.

O presidente Jair Bolsonaro foi questionado por um de seus apoiadores sobre as declarações polêmicas do atual governador. ''Virou ditadura?'', questionou o presidente.

Bolsonaro também está sendo alvo de crítica por parte da população brasileira após se manifestar contra a paralisação das atividades no Brasil em decorrência do surto da covid-19.

Semanas atrás, durante um pronunciamento nos canais abertos, o presidente classificou o vírus como um ''resfriadinho'' ou ''gripezinha''.

Com isso, muitos brasileiros ficaram revoltados e se manifestação de forma pacífica através de panelaços toda vez que Bolsonaro participa de um pronunciamento ao vivo.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!