Neste domingo (31), pela madrugada, o maior grupo de hackers, Anonymous, fizeram um vídeo, no qual eles se manifestam pela morte de George Floyd nos EUA. No vídeo que está circulando nas redes sociais, um dos membros deste grupo cobra por justiça e caso eles não façam isso, eles irão expor todos os crimes já cometidos pela Polícia dos Estados Unidos.

Vídeo publicado pelo grupo Anonymous na internet

Neste vídeo, um membro do grupo de hackers disse que os responsáveis pela morte tão brutal de George Floyd sejam acusados. O grupo declarou no vídeo que os oficiais deverão enfrentar as acusações criminais e que Derek Chauvin, oficial, deve especialmente enfrentar todas as acusações da morte tão trágica de George.

O grupo ainda disse que não confia na Justiça corrupta e que estão prontos para explanar todos os crimes para o mundo todo.

Anonymous faz acusações a Donald Trump

A página dos hackers no Twitter ainda fizeram acusações ao presidente dos EUA, Donald Trump, de que ele teria se envolvido no tráfico de pessoas juntamente com Jeffrey Epstein. Os hackers publicaram um tuíte dizendo que Trump conseguiu fazer com que seu aliado, Jeffrey, tenha sido morto, para cobrir toda a história do tráfico e até mesmo o abuso de crianças.

Os hackers chegaram a desafiar a Interpol e as autoridades dos Estados Unidos a investigar esta acusação que fizeram ao presidente.

Os hackers divulgaram uma lista com supostos nomes de pessoas que foram chantageadas pelo Epstein, que foi acusado de tráfico sexual e abuso de crianças.

Entenda o caso de George Floyd

A morte de George Floyd em Minnesota nos Estados Unidos causou uma grande revolta na internet e o vídeo de sua morte foi postado na web na segunda-feira (25), onde um policial branco está com o seu joelho no pescoço do homem negro. No vídeo é possível ouvir George reclamando de dor e dizendo repetitivas vezes que ele não estava conseguindo respirar.

Pouco tempo depois dele falar isso, ele não se mexe mais e sua morte foi constatada. O policial que assassinou o homem negro se chama Derek Chauvin, que tem 44 anos. Ele deverá comparecer nesta terça-feira (2) ao tribunal.

A polícia dos Estados Unidos chegou a dizer que George Floyd morreu por causa de um incidente médico durante uma ''interação policial''.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!