Em meio à forte tensão entre China e Estados Unidos, pacotes com sementes misteriosas chegam às casas de americanos residentes em diferentes estados, sem que eles tenham solicitado, causando uma situação de desconfiança nos Estados Unidos. As embalagens chegaram pelo correio e levaram os departamentos agrícolas do país a orientar os destinatários a não plantar e cultivar as sementes.

Alerta

A situação causou alerta de autoridades em quatro estados diferentes. Washington, Louisiana, Kansas e Virgínia confirmaram através de departamentos de agrícolas que as sementes recebidas são semelhantes em todos os lugares.

As embalagens que chegam da China trazem descrições de produtos de importação, etiquetados como joias e bijuterias, causando espanto à população ao abrir a entrega e se deparar com os saquinhos contendo tipos diferentes de sementes.

New York Times

De acordo com informações do jornal New York Times, a mesma situação foi relatada através de meios de comunicação nos estados de Utah, Arizona e Ohio.

O alerta emitido pelas autoridades locais tem como objetivo orientar a população, uma vez que eles acreditam que as sementes entregues no país podem ser nocivas ou invasivas, e desta forma poderiam prejudicar a agricultura local, contaminando ou transmitindo doenças às plantas e vegetações dos Estados Unidos.

Além das orientações de não realizar o plantio, o governo local orienta a população a não descartar as sementes, pois elas podem ser usadas como prova de alguma ação mais grave contra o país.

Golpe

No estado de Ohio, a equipe policial que investia o caso acredita que as entregas das sementes podem fazer parte de um golpe comercial.

De acordo com a tese da polícia, o golpe consistiria em entregas de baixo custo, realizadas por fornecedores que visam ampliar a sua visibilidade nas redes sociais e canais da internet. Neste caso o próprio fornecedor envia o produto realizando criticas positivas sobre a própria mercadoria, fingindo ser um dos receptores da encomenda.

EUA X China

A situação causou uma preocupação acentuada nos Estados Unidos devido aos últimos acontecimentos entre os países. A tensão cresceu após o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenar o fechamento do consulado Chinês em Houston, por acreditarem que o local servia como uma base de espionagem contra os americanos.

A China acabou realizando uma retaliação e decidiu fechar o consulado americano em Chengdu. Após a saída de todos os funcionários americanos do consulado, os chineses decidiram retirar a bandeira dos Estados Unidos do complexo diplomático, realizando um gesto simbólico.

Não perca a nossa página no Facebook!