Nãoé mistério para ninguém que com o advento e/ou inserção da internet na vida cotidiana trouxe muitos benefícios à humanidade, muito embora algumaspessoas ainda demonstrem resistência em utilizar esse meio de comunicaçãoengenhado para servir aos povos e seus elementos racionais.

Apesarda disponibilidade das comunicações, se pode dizer que nem sempre é possívelagradar a todas as espécies (homem e/ou mulher) ao mesmo tempo, portanto nem é precisodizer que o contexto e/ou o que se encontra disponível no meio eletrônico,sejam imagens, textos, frases, assuntos, etc. pode ser selecionado de acordocom os gostos, e o que não for considerado bom pode ser lançado livrementeao lixo.

 

Éclaro e evidente também que tudo se tornou possível, por exemplo, pular cercanas relações humanas entre casais, encontrar alguém para firmar relacionamento,descobrir artimanhas, ou seja, traições, etc. Não se pode esquecer, nessescasos, que podem haver punições baseadas em leis onde os atos, se condenados, podem resultar em desgostos conjugais, mas isso se trata de uma questão sob judice de cada pai, costumes,tradições e sabe-se lá o que mais.

Epor falar em relações humanas a nível conjugal, para quem pretende encontraralma gêmea em sites especializados é bom se cuidar para não cair em golpesfinanceiros. Aliás, ao mesmo tempo em que deram a liberdade para “procurar”, existemsites em que quem procura são, por exemplo, scammers; ou seja, uma pessoa quese especializou em retirar valores financeiros de quem está com o “coração”quebrado por um possível grande amor surgindo em qualquer lugar do mundo.Há o amor!

Ao mesmo tempo que faz as pessoas ficarem floridas, também as fazficar burrinhas, tolas e com os bolsos vazios.

Maso importante nisso tudo é que ao mesmo tempo em que há disponibilidade deinformações sobre como captar relacionamentos na mídia eletrônica, tambémexistem alertas sobre os possíveis golpes em andamento cabendo, portanto, àpessoa interessada ficar alerta e colocar a massa cinzenta intracraniana parafuncionar se não... 

Não perca a nossa página no Facebook!