Ontem (26), foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de São Paulo o projeto que visa desativar o Minhocão (Elevado Costa e Silva), banir o uso de carros no espaço e criar o Parque Minhocão. O projeto faz parte do Plano Diretor criado pelo atual prefeito Fernando Haddad (PT). A proposta foi assinada por oito governadores e após ser aprovada pela comissão, agora segue para ser votada em plenário.

O fim do Elevado Costa e Silva é um assunto cada vez mais debatido entre os paulistas. Há os que preferem a demolição, há os que preferem um parque e ainda há os que preferem que tudo permaneça como está, com o espaço reservado para os carros. O final definitivo do Elevado deve entrar na pauta de votação do plenário no final desse ano, junto a mais 11 propostas do Executivo e mais de 120 propostas de vereadores.

Apesar de ser um tema bem polêmico, o fim do Minhocão recebe cada vez mais apoio dos paulistas e principalmente de associações e dos moradores da região. Ambientalistas e outros coletivos também são favoráveis a desativar uma área de trânsito carregado e consequentemente alta emissão de gás carbono na cidade. O prefeito Fernando Haddad e parte de sua equipe de gestão também têm adesão.

A maior crítica ao fim do Minhocão tem sido debatida para que o problema seja solucionado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo

Técnicos já alertam o prefeiro que será necessário uma nova alternativa viária para a cidade, já que o elevado era utilizado por milhares de pessoas todos os dias, sendo uma importante via que liga as regiões leste e oeste da cidade. Em média, 6 mil carros passam em cada sentido da via todos os dias. É um fluxo semelhante ao da Avenida 23 de Maio, outra área com muito movimento.

O vereador Police Neto afirma que já há alternativas a caminho.

A linha 6 - Laranja do metrô será uma opção para percorrer parte do percurso, assim como a Expresso Norte, prevista pelo Estado para 2020 e que passará pelo Centro, área do Minhocão, Marginal e Perus, bairro da zona norte. Outra preocupação, segundo o vereador, é criar meios para impedir que haja especulação imobiliária na região.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo