A presidente Dilma Roussef anunciou em cerimônia de comemoração ao funcionamento do programa Mais Médicos, mantido pelo Governo federal, que irá criar mais de 3 mil vagas para residência médica em regiões em situação crítica de saúde no Brasil. A maioria das vagas será destinada a estudantes de medicina que residem nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste. Deste total, 75% serão destinadas a para a formação de profissionais que queiram atuar na área de especialização em medicina geral e da comunidade.

Publicidade
Publicidade

As bolsas serão financiadas em parceria entre o Ministério da Educação e o da Saúde. O objetivo do governo é criar 11,5 mil vagas de graduação em cursos de medicina no país, principalmente nas regiões onde há uma grande carência deste profissional. Notadamente, ficou claro que a prioridade seria a região Nordeste. Serão ainda criados, até 2018, 12,4 mil vagas para residência médica para estas mesmas regiões. A criação do montante de vagas terá como objetivo ainda a contemplação de áreas prioritárias para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Publicidade

A cerimônia ocorrida no palácio do planalto, em Brasília, serviu também para o anúncio da criação de 880 novas vagas para professores lecionarem nas universidades federais que abrirem vagas nos cursos de medicina ou que criarem novas faculdades em áreas que sejam deficientes e que tenham iniciado as suas atividades depois da criação do programa. O ministro de Educação, Renato Janine, salientou que haverá uma criação de critérios muito rigorosos para a criação de novos cursos de medicina nas localidades que aderirem ao programa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Política

Para estes cursos, os aluno serão obrigados a cursar, pelo menos, 30% das disciplinas práticas em áreas de atenção básica e nos serviços de urgência e emergência. Afirmou ainda que foram lançadas as diretrizes para que seja garantido um ensino de alta qualidade nestas universidades.

Foi anunciado pela presidente a assinatura de um decreto que visa a regulamentação do cadastro nacional de especialistas, que abrange informações de todos os médicos no país.

A finalidade deste cadastro é proporcionar uma melhor distribuição de profissionais especialistas nas regiões do país que apresentam uma carência maior de médicos. 

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo