Mesmo o Governo petista implorando para não ser aprovada, a Câmara dos Deputados aprovou na madrugada de quinta-feira, 06 de agosto, a primeira pauta-bomba. Os deputados aprovaram o texto-base para aumentar o salário dos advogados-gerais da União, delegados e procuradores de cidades com mais de 500 mil habitantes. O impacto no orçamento será de R$ 2,4 bilhões por ano. O Planalto havia rejeitado a proposta, mas a Câmara resolveu aprovar.

Foram 445 votos a favor, apenas 16 votos contra e 6 abstenções. O que o governo teme são as consequências desse aumento significativo dos salários. A PEC 443/09 vincula diretamente os salários de advogados-gerias da União, delegados da Polícia Federal e da Polícia Civil e procuradores municipais e estaduais à remuneração dos ministros do Supremo Tribunal Federal, no valor de R$ 33.700,00. O objetivo do texto diz que o teto desses cargos chegará a 90,25% do salário dos ministros.

Alguns servidores da Advocacia Geral da União poderão receber até R$ 30.471,00, quase o mesmo salário que Dilma Rousseff ganha todos os meses: R$ 30.934,70.

A votação da Emenda à Constituição (PEC) foi aprovada em primeiro turno e ainda precisa da votação de destaques. Na próxima terça-feira, 10 de agosto, haverá uma nova votação sobre as propostas de alterações do texto. Já o segundo turno da votação ainda não tem data para acontecer.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Política

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (do PMDB-RJ) afirmou que antes do segundo turno, vai esperar a aprovação do Congresso de outra PEC, esta determina que todo novo encargo ou prestação de serviço transferido para estados e municípios precisará ter a previsão de repasses de acordo com o valor.

A votação dessa pauta-bomba aconteceu apenas uma semana depois de Dilma se reunir com governadores e pedir apoio ao governo e implorar para que as pauta-bombas fossem adiadas para não prejudicar ainda mais sua crítica situação Política.

Leia mais sobre política:

Fernando Collor teria recebido R$ 26 milhões com a corrupção da Petrobras

Ex-presidente Lula é o próximo alvo da Operação Lava-Jato

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo