O Supremo Tribunal Federal autorizou na noite de segunda-feira, 03 de agosto, a transferência de José Dirceu para a prisão da Polícia Federal em Curitiba. O ex-ministro da Casa Civil de Lula pediu para ficar preso na capital federal, mas não teve sucesso no seu pedido. O ministro Luís Roberto Barroso mandou que ele fosse para o centro das investigações da Operação Lava Jato na capital paranaense.

José Dirceu já cumpria prisão domiciliar em Brasília, pelo esquema do Mensalão.

Publicidade
Publicidade

No dia dos pais ele queria viajar, mas o pedido foi negado e sua prisão concretizada antes da data.

Essa foi a 17ª fase da Operação Lava Jato, que cumpriu diversos mandados de prisão no início da manhã de segunda-feira, 03 de agosto. Dirceu é acusado de estar envolvido no esquema de Corrupção da Petrobras, o Petrolão.

A imprensa mundial divulgou sua prisão nessa segunda-feira. As principais manchetes afirmam que o petista era um dos cabeças dos esquemas que envolvem diversos amigos, políticos e ministros.

Publicidade

O ex-presidente e amigo Luiz Inácio Lula da Silva também está sendo investigado pela Polícia Federal.

A defesa do ex-ministro da Casa Civil de Lula pede que ele fique em Brasília, porque ele já sabia que estava sendo investigado. Seu advogado Roberto Podval, afirmou que Dirceu é “bode expiatório”.

Segundo a Polícia Federal investigou, Dirceu recebia propinas através de sua empresa de consultoria com seu irmão, a JD Consultoria.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Corrupção

Família na prisão

O irmão de Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, também foi preso nessa segunda-feira, 03 de agosto, e será transferido para a cadeia de Curitiba, sede das investigações da Lava Jato, sob o comando do juiz federal Sergio Moro.

Para o Ministério Público Federal, o ex-ministro petista organizou o esquema de corrupção e recebimento de propinas ao indicar Renato Duque para a diretoria de Serviços da Petrobras.

E mesmo após sair do governo ele ainda recebia as propinas mensais.

Leia mais:

Polícia Federal prende José Dirceu na Operação Lava Jato

Ex-presidente Lula é o próximo alvo da Operação Lava Jato

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo