Em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal, o STF, Rodrigo Janot, procurador-geral da República, manifestou-se nesta sexta-feira, dia 25, a favor de que o Tribunal autorize a Polícia Federal a ouvir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Lula, na condição de testemunha, em um inquérito que investiga políticos com mandato no esquema de corrupção da Petrobras.

A solicitação para convocar Lula foi feita no dia 11 de setembro, pelo delegado da Polícia Federal Josélio Azevedo de Sousa. Ele solicitou que o ex-presidente da República seja ouvido em inquérito no STF, que trata de parlamentares com foro privilegiado como desdobramento da Operação Lava Jato.

Em seu relatório, o delegado da PF afirma que, apesar de não haver provas do envolvimento direto de Lula, a investigação “não pode se furtar” e deve apurar se o ex-presidente foi beneficiado ou nãopelo esquema da Petrobras.

O procurador recomendou ao Supremo a autorizar as oitivas, como testemunha, o presidente do PT, Rui Falcão; os ex-presidentes da Petrobras José Eduardo Dutra e José Sérgio Gabrielli; José Fillipi Jr, ex-tesoureiro das campanhas de Lula e da presidente Dilma Rousseff e os ex-ministros José Dirceu, Idelli Salvatti e Gilberto Carvalho.

“Para que a condição jurídica das referidas pessoas seja alterada de testemunhas para investigados é necessário que a autoridade policial aponte objetivamente o fato a ensejar a mudança de status, o que será oportunamente avaliado pelo titular da ação penal”, afirmou Janot.

A autorização fica a cargo do ministro do Supremo Teori Zavascki. A tendência é de que ele acolha a manifestação da Procuradoria. Dentre os pedidos daPolícia Federal estão osdepoimentos do doleiro Alberto Youssef, do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do ex-gerente de Engenharia da estatal Pedro Barusco.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lula Governo

O ex-presidente, na condição de mandatário máximo do país, pode ter sido beneficiado pelo esquema em curso na Petrobras, tirandovantagens para si, seu partido, o PT, ou para seu Governo, com apoio partidário sustentada à custa de negócios ilícitos da estatal.

As dúvidas sobre o envolvimento de Luís Inácio Lula da Silva no esquema de corrupção da Petrobras persistem.

APolícia Federal (PF) quer ouvir o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo