Conhecido pelas declarações duras contra o Governo da presidente Dilma Rousseff e o PT, o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, disse que ficar sem presidente da República pode "até ajudar o Brasil".

A fala de Mendes ocorreu durante debate sobre como o TSE deveria proceder em relação à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de proibir as doações de empresas a campanhas eleitorais. Segundo informações do Valor Econômico, o presidente do TSE, José Dias Toffoli, disse ser favorável que as doações sejam mantidas até o fim do ano, já que a corte constitucional e tribunal de última instância brasileiro não estipulou uma data certa para o fim do financiamento privado.

Por sua vez, Mendes afirmou que em sua decisão o STF considerou as doações ilegais desde sempre, inviabilizando os mandatos de todos os políticos que se elegeram usando o instrumento. "A rigor, hoje, nós não temos presidente da República, o que, talvez, até ajude", afirmou Mendes, alfinetando a presidente Dilma Rousseff, mas sem citá-la nominalmente.

Mendes, em seguida, insistiu que o TSE e o STF rediscutam o assunto das doações privadas.

Já em São Paulo, durante almoço realizado nesta sexta-feira (25) com empresários do setor de varejo, o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), minimizou os riscos de Impeachment da presidente Dilma Rousseff e afirmou ver pouca possibilidade de a CPMF ser aprovada no Congresso.

O encontro foi fechado e Temer não deu entrevistaao final da conferência.

No almoço, a empresária Ana Luiza Trajano, do Magazine Luiza, indagou o vice-presidente sobre a possibilidade de Dilma sofrer impeachment. Segundo empresários presentes, Temer minimizou a movimentação política pela saída da presidente e disse que o país não vive uma crise institucional que ponha em risco o mandato da petista.

O pemedebista adotou o discurso do governo e atribui as dificuldades da economia ao cenário internacional.Ele também se mostrou otimista sobre a recuperação do quadro, vendendo otimismo aos presentes.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lula Governo

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo