Alguns integrantes do Partido dos Trabalhadores, o PT, veem a cada dia como mais possível a renúncia da presidente da república Dilma Rousseff. Até líderes do partido observam o atual momento como decisivo. Caso ela não consiga as aprovações em seu novo pacote fiscal, o medo do #PT é que Dilma chegue a uma situação de ingovernabilidade. Por isso, a única solução mesmo seria a renúncia. Já a legenda, o PT em si, tenta apoiar Rousseff até o último momento. Para isso, escalou o ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva para fazer palestras em todo o país. 

Nesses eventos, Luiz Inácio Lula da Silva discursa para centenas de pessoas, a maior parte delas filiadas ao Partido dos Trabalhadores.

Isso tudo para fazer uma blindagem ao líder político, que já anunciou que se nada der certo, ele se candidatará de novo à presidência. De acordo com o ex-operário, ele espera que existam outros nomes em sua legenda que possam ter essa missão, mas já disse que caso não houver, ele recorrerá a esse "sacrifício".

Quem conhece Lula sabe que ele é um homem persistente. Até sua primeira vitória nas urnas, o político levou muitas derrotas. Foi só quando ele se aproximou mais do homem moderno, tento uma mudança radical em seu visual e até no jeito de falar, que Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu ser vitorioso no principal pleito do país, conquistando inclusive a reeleição e também duas vezes a eleição de sua candidata, #Dilma Rousseff

Lula teve o apoio de publicitários e assessores que foram o mondando para chegar ao poder.

Os melhores vídeos do dia

O mesmo acontece agora com Dilma Rousseff. Analíticos políticos fizeram Rousseff parar de discursar na televisão, encarando apenas a internet. Até agora não foram divulgadas novas pesquisas sobre a preferência dos eleitores em relação ao que eles acham da governabilidade de Dilma Rousseff. A última divulgada ainda é de agosto, quando o Datafolha apurou que 71% dos brasileiros estariam rejeitando a presidente. Pesquisas internas do PT avaliam que esses números não melhoraram tanto.