Não é de hoje que a presidente da República, Dilma Rouseff (PT), está em busca de "limpar" a sua imagem após protestos e da campanha "Fora Dilma", encabeçada por inúmeros setores da sociedade. A governante esteve, nesta quinta-feira (22), em uma solenidade de sanção da lei aprovada pelo Executivo que regulamenta a situação jurídica das lotéricas pelo Brasil. Durante a cerimônia, a presidente foi beijada e abraçada por inúmeros brasileiros presentes.

Ela aproveitou o momento para discursar um pouco sobre o projeto de seu Governo e do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), o Bolsa Família.

Dilma falou para o público brasileiro que o programa de erradicação da fome de seu governo é uma das principais peças de estratégia contra a exclusão social e a pobreza extrema, que tinha altas taxas antes do governo do Partido dos Trabalhadores.

A presidente foi aplaudida de pé por cerca de dois mil trabalhadores das casas lotéricas, que lotaram o salão nobre do Palácio do Planalto.

Muitos deles bradavam palavras de agradecimento como "obrigado, presidenta".

Muito presente nas redes sociais, a presidente do Brasil foi ao Twitter para reagir à proposta do deputado Ricardo Barros (PP-PR), que é relator da Lei Orçamentária. A ideia do parlamentar é abater R$ 10 bilhões do orçamento para 2016. Da rede social, ela falou que este programa é uma das prioridades de sua gestão.

"Cortar o Bolsa Família significa atentar contra 50 milhões de brasileiros", escreveu a chefe do Executivo em Brasília.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo PT

Dilma preferiu não tocar em assuntos mais atuais, como os casos de Corrupção da Petrobras, a consequente Operação Lava-Jato e também a respeito do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Novidades para os funcionários das Casas Lotéricas

Voltando à pauta do dia, Dilma falou que as lotéricas são um importante local para os brasileiros. Segundo ela, muitos vão a elas para receber benefícios sociais, como o próprio Bolsa Família e o seguro-desemprego.

A lei sancionada pela presidente prorroga mais de 20 anos de permissão das lotéricas, que funcionam sem licitação. Assim, segundo a Federação Brasileira de Empresas Lotéricas, 60 mil empregos serão protegidos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo