A Polícia Federal já emitiu o relatório final sobre a "Operação Zelotes", que investigou o filho do ex-presidente Lula, Luis Cláudio Lula da Silva, e o resultado é que Luis copiou alguns conteúdos disponíveis na internet, especialmente no Wikipédia, para realizar os trabalhos que serviram para justificar o valor de R$ 2,5 milhões pagos por Mauro Marcondes Machado.

Este relatório é apenas uma parte da investigação e já foi entregue ao Ministério Público Federal. Agora, a Polícia Federal vai dar início a um novo inquérito para descobrir tudo a respeito dos pagamentos feitos à empresa "LFT Marketing", que pertence ao filho de Lula.

A Polícia Federal também já tem indícios necessários para apontar o crime, sendo que 19 pessoas já foram indiciadas, porém nesta lista não consta o nome de Luis Cláudio Lula.

Nesta segunda-feira (30) o Ministério Público entrará com denúncia para esta mesma investigação para analisar o caso em que o filho de Lula está envolvido.

A operação "Zelotes" continua com outros 19 inquéritos, porém sem previsão de denúncia. Estes inquéritos estão ligados às irregularidades no Carf, que é vinculado ao MF (Ministério da Fazenda).

O filho de Lula começou a ser investigado pela operação Zelores depois que foi feita a quebra de sigilo bancário na empresa do lobista, "Marcondes & Mautoni Empreendimentos e Diplomacia Corporativa".

Vários registros estão apontando que em 2014 foram realizados pagamentos que somam R$ 2,5 milhões no mesmo período em que o lobista recebeu um alto valor de duas empresas que estariam supostamente interessadas em alguns dos benefícios fiscais do Governo. Este valor chegou a R$ 16 milhões.

No final do mês passado, a Polícia Federal fez várias apreensões na sede da empresa do filho de Lula, em São Paulo, contando com a autorização da Justiça Federal.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lula Corrupção

Luis Cláudio Lula disse que os R$ 2,5 milhões recebidos por ele foram pagos por causa de serviços prestados na área esportiva, mais precisamente para a Copa do Mundo e também à Olimpíadas de 2016.

A Polícia Federal não acreditou na explicaçãodada pelo filho de Lula.

Na manhã desde sábado (28), este já era um dos principais assuntos no Twitter.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo