Dilma Rousseff viajou para Buenos Aires, na Argentina, na manhã desta quinta-feira (10) para participação na cerimônia de posse do presidente daquele país, Maurício Macri. A viagem acontece em um momento muito delicado, já que o assunto do momento é o possível rompimento de Michel Temer, vice-presidente da República, com o Governo.

Com a ida de Dilma à Argentina, Michel Temer assume temporariamente a presidência do Brasil. Em meio a tantas discussões, conflitos e incertezas, Dilma vai adiantar ao máximo sua ida ao país vizinho e promete voltar a Brasília ainda na tarde de hoje.

Na sexta-feira, 04, o presidente eleito da Argentina, Maurício Macri, se reuniu em Brasília com Dilma Rousseff em sua primeira viagem internacional após ter sido eleito em 22 de novembro.

Ele conversou com a presidente sobre o relacionamento bilateral e, de forma muito especial, sobre a inclusão dos dois países no comércio internacional.

Dilma e Macri concordam sobre a importância do Mercosul fechar logo um acordo com a União Europeia e garantiram que estarão empenhados para que estas negociações avancem o máximo possível.

ENCONTRO DE MICHEL TEMER E DILMA ROUSSEFF NÃO RESOLVEU NADA

Foi grande a expectativa para o encontro de Temer e Dilma, após a polêmica carta do vice-presidente, mas nada ficou resolvido e ambos deram declarações vazias que não revelaram o conteúdo da conversa e o que ficou decidido entre eles.

Michel Temer resumiu o encontro em uma única frase dita ao deixar o local e, de acordo com o vice, eles irão procurar ter uma relação o "mais fértil possível". Dilma Rousseff nem declaração deu, mas, pouco tempo depois, o Planalto divulgou uma nota, também cuidadosa com os dizeres, informando que Dilma pretende ter uma relação profícua com Temer e eles irão sempre considerar o que for melhor para o Brasil.

Os melhores vídeos do dia

Especialistas sabem que o clima entre eles está tenso e a relação estremecida, e que a verdade sobre esta reunião irá aparecer nos próximos dias, basta observar o comportamento de ambos e principalmente o posicionamento de Temer a respeito dos assuntos políticos debatidos em Brasília sobre o impeachment.