Está ficando tenso o clima em Brasília e ter boas parcerias agora é fundamental para conseguir ou não, levar o Impeachment de Dilma adiante.Neste jogo, o vice-presidente do Brasil acabou se tornando uma peça chave e vem sendo disputado por quem é contra ou a favor do processo de afastamento da presidente e aos poucos, Michel Temer vai mostrando de que lado realmente está.

Durante uma conversa com amigos neste último domingo (06), Temer chegou a dizer a seguinte frase: "Ela nunca confiou em mim."Ele disse isto se referindo às declarações recentes de Dilma de que estaria esperando "integral confiança" de Temer durante este processo de impeachment para tirá-la da presidência.

Assim que Eduardo Cunha, presidente da Câmara, aceitou o pedido de impeachment contra Dilma, Michel Temer sumiu de cena e tem evitado dar qualquer tipo de declaração em público a respeito do assunto, seja a favor ou contra. Isto tem gerado um certo mal estar e o Governo já vem reclamando desta falta de apoio.

Dilma esteve neste último sábado (05) em Pernambuco e foi clara ao dizer que espera total confiança de Michel Temer e que tem certeza absoluta que poderá contar com o apoio do vice-presidente.

A presidente diz conhecê-lo como pessoa e também como Política e que não há dúvidas quanto ao seu tão importante apoio nesta hora.

Claro que a declaração foi vista como uma cobrança pública, para que o peemedebista se posicione logo, pois tudo que Dilma não tem agora é tempo para ficar esperando.Há poucos dias, alguns ministros do PT chegaram a constranger Michel Temer e isto pode pesar muito em sua decisão final.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Política

A acusação contra o vice-presidente é de que ele tem certeza que o impeachment é insustentável, porém, estaria interessado no lugar de Dilma e poderá não ficar do lado dela na esperança de que realmente seja afastada do cargo e assim ele assumiria a presidência do Brasil.

Temer não diz que “sim” nem que “não” e continua aguardando, mais para desespero de Dilma do que daqueles que são a favor do impeachment, já que o silêncio do vice-presidente soa mais como um apoio para a retirada da presidente do seu cargo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo