Parece que a vida do Ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, não vai ficar fácil daqui para frente. Desta vez, foi a vez de Nestor Cerveró contar tudo que sabe, na delação premiada, sobre fatos envolvendo o atual Ministro da Casa Civil. Como se não bastasse o vazamento dos trechos das conversas de Wagner com o empresário da OAS, Leo Pinheiro, eis que Cerveró acusa JW (como ficou conhecido Jaques Wagner nas conversas telefônicas gravadas) de receber muito dinheiro para se eleger governador da Bahia. E vocês sabem de onde veio tanto dinheiro?

A financiadora das campanhas do ministro de Dilma

A resposta é a Petrobras. Além de financiar os esportes no Brasil, a empresa teve seu dinheiro desviado para custear a candidatura de JW para o cargo de governador da Bahia, já em 2006. Ele ganhou e ainda se reelegeu em 2010. E quem assinou embaixo? O presidente da estatal na época, o senhor Sérgio Gabrielli, conterrâneo de Wagner, na Bahia.

Como se chegou a tudo isto? Foi só porque Cerveró resolveu falar?

As informações sobre este fato só foram possíveis depois que Delcídio foi preso.

Nas buscas feitas em seu gabinete, a PF conseguiu encontrar documentos que, além de comprovar as informações de Cerveró, mostram por que motivo estava o senador preocupado em mandar Nestor para fora do país. Além disto, ele ofereceu vultosa quantia como mesada para que a família do diretor da área internacional da Petrobras pudesse ficar tranquila. Entretanto, ele só não contava com as gravações do filho do ex-Petrobras.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Corrupção

Cerveró ainda não entendeu porque a Petrobras quis construir um prédio no estado da Bahia!

Nas palavras do ex-diretor da Petrobras, ele não conseguiu compreender por que Gabrielli resolveu construir um prédio para colocar o setor financeiro da empresa na Bahia. No Rio, havia espaço sobrando. Isto aconteceu justamente em 2010. Este foi o ano que JW foi reeleito para o governo daquele estado. Coincidência!

Cerveró completou que neste ano, a enxurrada para os cofres do atual ministro foi grande. A construção do prédio foi através de uma parceria entre a empresa e o seu próprio fundo de pensão, a Petros.

Quem construiu o prédio da Petrobras na Bahia?

Todo mundo sabe que, para a construção de um prédio público, precisa-se de um empresa que seja paga para isto! Então, adivinhemos quem foi chamada, ou melhor, quais empreiteiras foram selecionadas para tal propósito? As empresas Odebrecht e OAS, as 'musas' e fiéis investigadas pela Lava Jato.

Os envolvidos, ao melhor estilo de Maluf, não sabem de nada

Tanto Jaques Wagner quanto o ex-diretor Sérgio Gabrielli desempenham o seu melhor papel ao negarem tudo. Para JW, tudo não passa de uma simples suposição e como bom brasileiro, está à disposição do país para tirar qualquer dúvida. Para Gabrielli, as suas alegações de desconhecimento dos fatos, lembram as célebres alegações de Paulo Maluf, 'Eu não sei de nada', mostrando que o político paulista ainda vai inspirar gerações (só de corruptos!, espero).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo