Dilma Rousseff realizou visita oficial ao Chile, nesta tarde de sexta-feira (26) e se encontrou com Michelle Bachelet, no Palácio de La Moneda na cidade de Santiago. Essa aproximação é parte do protocolo oficial da presidente no país chileno.

A viagem da presidente Dilma ao Chile

A presidente Dilma chegou ao Chile neste (26) e ficou no país até sábado (27) em visita. O Palácio do Planalto informou que ainda não há probabilidade de retorno e que Dilma tem o intuito de comparecer na reunião da CEPA (Comissão Econômica para a América Latina e Caribe), neste (27).

Oencontro da chefe de estado do Brasil com Bachelet

A secretaria de Comunicação Social informou que a Chefe de Estado do Brasil, se reuniu nesta sexta-feira (26) com Michelle Bachelet (Presidente do Chile).Logo após o encerramento do encontro ela deu entrevista à imprensa e a noite Dilma se reuniu com donos de empresas do Brasil, que mantêm negócios com o Chile ou pretendem ter.

A entrevista dapresidente Dilma ao "El Mercurio"

Dilma em entrevista ao "EL Mercurio", disse que seus opositores não querem a sua permanência na presidência do Brasil, que usaram métodos "ilegais e ilegítimos", para dar início ao Impeachment.

Ela falou sobre a crise econômica que o país atravessa e disse que há um esforço do governo para combater a inflação, que está elevada no país.

As palavras da presidente foram veementes ao dizer que continuará com o seu mandato e que está em conformidade com a constituição. Falou que tem muito a fazer, principalmente em se tratando da reforma previdenciária e que o país não pode parar. Na sua entrevista a chefa de estado disse para o "El Mercurio", que o Brasil possui uma democracia considerada ´´nova``, com instituições firmes e poderes autônomos entre si.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política PT

Que o poder Judiciário, a PF (Polícia Federal), juntamente com os demais órgãos, tem liberdade de atuação.

De acordo com Rousseff não há indícios de que ela tenha cometido corrupção e afirma não ter realizado qualquer tipo de delito. Disse que para solucionar as diferenças políticas no Brasil é preciso estabelecer um bom diálogo, ter propostas para solucionar os problemas que surgem e proteger os interesses do país

Sobre a economia do Brasil Dilma disse que a crise econômica é fato e que em 2015 foi feito o "arrocho fiscal", e conseguiram diminuir R$135 bilhões nas despesas.

Falou que o corte orçamentário de R$23,4 bilhões foi necessário por causa da dívida do país. Na entrevista ao jornal falou que a "comandites" que tanto ajudou os países diminuiu, mas que o enfrentamento da crise está sendo feita com nitidez e compromisso, que o governo está se empenhando para melhorar o setor fiscal e diminuir a inflação.

Dilma deu como soluções para acabar com a crise do país, o investimento em logística, programa de benefícios em energia elétrica.

A festa do PT

Dilma saiu de Santiago ás 17h neste sábado (27) rumo a Brasília e se tornou inviável que participasse da festa de aniversário do PT, que completa 36 anos e a comemoração aconteceu à noite, no Rio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo