As investigações da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, avançam de modo exponencial, e após o depoimento do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, as apurações podem tomar um novo rumo. De acordo com relatório do Ministério Público Federal, a prisão de Lulapoderá até mesmo ser decretada pelo juiz responsável pela Força-tarefa da Operação Lava-Jato, Sérgio Moro. Tudo depende da análise de todo o material apreendido pela PF durante os mandados de busca e apreensão realizados na última sexta-feira (4) em diversos endereços, tendo como alvo o ex-mandatário do País.

Análise de provas

O Ministério Público Federal apura se durante os mandatos presidenciais do ex-presidente Lula e da atual mandatária do País, Dilma Rousseff, ocorreu ou não umplanejamento, supervisão e condução, se tratando detodo o esquema bilionário de desvios de dinheiro dos cofres públicos provenientes da mais importante estatal brasileira; a Petrobrás. Tudo está nas mãos do juiz Sérgio Moro, que, por ora, não apresentou um prazo para a conclusão das apurações e verificação de todo o material encontrado, porém, se houverem provas suficientes para o pedido de prisão de Lula, o juiz paranaense não hesitará em decretá-la.

Todas as provas obtidas incluem: computadores, celulares, arquivos e até o conteúdo de contêineres apreendidos no sítio de Atibaia, que é atribuído à Lula.

Porém, o juiz criminalista Luiz Flávio Gomes afirma que até o momento o juiz Moro ainda não vê a necessidade da decretação de prisão de Lula, mas de acordo com o avanço na análise das provas, a prisão poderá ser decretada: "o juiz entendeu que não é o caso de prender o presidente Lula, um vez que será preciso se aprofundar nos elementos probatórios", de acordo com a descrição de Gomes.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Lula

Ele explica ainda que a Justiça Federal não tem um prazo determinado para a análise de provas e que o juiz Sérgio Moro age com muita prudência ao analisar os indícios colhidos pela PF e MPF. Ressalta-se ainda que, de acordo com os procuradores da Operação Lava-Jato e do Ministério Público Federal, o ex-presidente Lula sabia de toda a Corrupção e foi o grande beneficiário do esquema criminoso implantado na Petrobrás.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo