Dezações contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (17). Dessas dez ações, sete terão como relator oministro Gilmar Mendes. As ações se baseiam na suspensão da nomeação de Lula como ministro pela presidente Dilma Rousseff. Nos processos há argumentos que dizem que a presidente não pode nomear Lula, pois estariatentando livrar o ex-presidente das investigações da Lava Jato.Lula, estando como ministro da Casa Civil, teria foro privilegiado e passaria a ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal, escapando das mãos do juiz federal Sérgio Moro. Essas ações vieram de vários partidos e pessoas comuns. Teori Zavscki e Marco Aurélio Mello também serão relatores de algumas ações.

Suspensão da posse

Luiz Inácio Lula da Silva, em cerimônia no palácio do Planalto, recebeu posse nesta quinta-feira, aproximadamente às 10h40. Lula estava ao lado de Dilma Rousseff, que em seu pronunciamento elevou o ex-presidente com elogios e confiança em seu trabalho. Porém, a alegria dos petistas durou pouco. Uma hora depois da posse, o juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, do Distrito Federal, através de uma liminar provisória suspendeu a posse.

José Eduardo Cardozo, advogado-geral da União, entrou logo em seguida com um recurso no Tribunal Regional Federal da 1° Região para anular esta liminar provisória que suspendeu a nomeação do ex-presidente Lula. Cardozo, em entrevista nesta quinta-feira, negou que houve "desvio de poder ou finalidade" na escolha de Lula para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil do Governo de Dilma.

Ministro Gilmar Mendes

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, criticou veemente a nomeação de Lula para o cargo de chefe da Casa Civil nesta quarta-feira.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Lula

De acordo com Mendes, Luiz Inácio Lula da Silva queria fugir a todo custo das investigações da Operação Lava Jato, em Curitiba. O ministro ainda afirmou que a nomeação de Lula para este cargo alto na administração deixa muito "mal" a Suprema Corte.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo